Secretaria Municipal de Direitos Humanos apoia a realização da 2.ª Parada Gay de Votupora

Na tarde desta segunda-feira (03/08), o secretário municipal de Direitos Humanos, Emerson Pereira, recebeu em seu gabinete um grupo de pessoas que defendem a causa LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais) em Votuporanga. Eles buscaram apoio para a realização da 2.ª Parada Gay em Votuporanga, solicitando parceria com a Secretaria e também com a Comunidade São Francisco de Assis, entidade que já lida com o respectivo público.

Estiveram presentes membros da comissão organizadora do evento, que é formada por 10 pessoas. Iara Ramos de Macedo disse que novas ideias estão surgindo a cada reunião realizada. “Acredito que quem participa e apoia a causa vê no evento o momento exato de termos nossos direitos cumpridos e respeitados”, frisou. A estimativa, segundo Iara, é que a 2.ª Parada Gay aconteça em novembro.

Miguel Parra Gomes Neto, que compõe a comissão, disse que o evento também tem como proposta levar informações sobre a causa.

A presidente da Comunidade São Francisco de Assis, Luzia Pupim, quer que a 2.ª Parada Gay aconteça. “Acho ótimo. A entidade tem este público, é a única que pode apoiar e realizar a Parada Gay. Trabalhamos com a prevenção em todos os sentidos, desde DST até o preconceito. Temos que apoiar o público LGBT para que cada um ocupe seu espaço na sociedade”, falou.

O secretário Emerson Pereira comentou que no evento do ano passado estiveram presentes mais de 5 mil pessoas. “Este ano, novas pessoas estão liderando esta causa, que terá o apoio da nossa secretaria. A comissão tem buscado parceria, informações e ajuda”, destacou.

Emerson vê como grande avanço social a 2.ª Parada Gay. “Tem caráter educativo, onde a discriminação tem que ser acabada. Realizamos o evento em 2014, contamos com o apoio do SAE, da Prefeitura, Secretaria Municipal de Trânsito, Transporte e Segurança e Polícia Militar. Enfim, todos se uniram para apoiar a causa”, disse.

Emerson emenda que neste ano a Secretaria irá debater também o tema envolvendo o público LGBT. No próximo dia 20, acontece o 1.º Seminário LGBT, que terá como tema “Por um Brasil que criminalize a violência contra lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais”.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password