Sebastian Vettel termina com 9 vitórias seguidas

Sebastian Vettel fechou com chave de ouro uma temporada praticamente perfeita na Fórmula 1. Campeão antecipado, o piloto alemão da Red Bull ganhou o GP do Brasil, neste domingo, no circuito de Interlagos, em São Paulo, e encerrou o campeonato com nove vitórias seguidas, um novo recorde para sua brilhante e precoce carreira. O brasileiro Felipe Massa, em sua despedida na Ferrari, sofreu uma punição durante a prova e terminou em sétimo lugar. 
Com o resultado em Interlagos, Vettel atingiu a maior sequência de vitórias na história da Fórmula 1, chegando ao mesmo número de nove que o italiano Alberto Ascari conseguiu entre 1952 e 1953. Além disso, ganhou 13 das 19 etapas de 2013, igualando o recorde do também alemão Michael Schumacher, de 2004, como o maior vencedor numa única temporada da categoria.

O título do campeonato, seu quarto consecutivo, já tinha sido assegurado no GP da Índia, no dia 27 de outubro. Mesmo assim, Vettel manteve o ritmo nas três etapas restantes, ganhando todas. No final, o piloto alemão de apenas 26 anos terminou a temporada com 397 pontos, com enorme vantagem sobre o segundo colocado, o espanhol Fernando Alonso (Ferrari), que fez 242.

Alonso conseguiu o terceiro lugar em Interlagos, mas já tinha assegurado o vice-campeonato na etapa anterior, nos EUA. A segunda posição do GP do Brasil foi do australiano Mark Webber, garantindo mais uma dobradinha da equipe Red Bull em sua despedida da Fórmula 1 – aos 37 anos, ele deixa a categoria depois de 12 temporadas e vai para o Mundial de Endurance.

O dia também foi de despedida para Massa, que está deixando a Ferrari após oito temporadas – vai para a Williams em 2014. Diante da torcida brasileira, ele teve um bom começo de prova e lutava pelo pódio, mas recebeu uma punição de “drive trough” quando estava em quarto lugar, por ter passado fora do limite permitido na entrada dos boxes – após cumprir na 35ª volta, voltou na oitava colocação, prejudicando seu resultado final: sétima posição.

A CORRIDA – O domingo começou sem chuva em Interlagos, ao contrário do que estava previsto e do que tinha acontecido desde o começo dos treinos na sexta-feira, todos disputados com pista molhada. Assim, as equipes correram para ajustar o acerto dos carros. Nas últimas voltas da prova, chegou a chover fraco em pontos do circuito, mas não interferiu muito na disputa.

Saindo na pole position, Vettel levou um susto ao ser ultrapassado na largada pelo alemão Nico Rosberg, da Mercedes. Mas recuperou a ponta ao final da primeira volta. Depois disso, passou a abrir vantagem na liderança, sem sofrer ameaça dos demais pilotos. O único risco que correu foi a ameaça de chuva durante toda a corrida, que poderia atrapalhar sua performance.

Também na largada, Massa ganhou três posições e assumiu o sexto lugar, enquanto o inglês Lewis Hamilton pulou para terceiro. Alonso, no entanto, recuperou a terceira colocação ao final da primeira volta, ao ultrapassar o rival da Mercedes. Depois, o piloto espanhol da Ferrari também passou por Rosberg e alcançou o segundo posto, atrás apenas de Vettel.

Alonso, no entanto, não aguentou muito entre os dois carros da Red Bull. Ele foi ultrapassado por Webber na 13ª volta e não conseguiu impedir uma nova dobradinha da campeã do Mundial de Construtores. A emoção do começo não foi a mesma até o final, apesar da frustração da torcida brasileira com a punição de Massa. Nem mesmo a chuva fraca trouxe mudanças significativas na classificação do GP do Brasil, que terminou mesmo com vitória de Vettel.

Agora, a Fórmula 1 volta apenas no dia 16 de março de 2014, quando começa a próxima temporada, com a disputa do GP da Austrália, em Melbourne. Apesar das grandes mudanças previstas no regulamento da categoria, a pergunta até lá será a mesma que vem sendo feita nos últimos tempos: alguém será capaz de acabar com esse incrível domínio de Vettel nas pistas?

Confira a classificação final do GP do Brasil:

1) Sebastian Vettel (ALE/Red Bull) – 1h32min36s300
2) Mark Webber (AUS/Red Bull) – a 10s452
3) Fernando Alonso (ESP/Ferrari) – a 18s913
4) Jenson Button (ING/McLaren) – a 37s360
5) Nico Rosberg (ALE/Mercedes) – a 39s048
6) Sergio Pérez (MEX/McLaren) – a 44s051
7) Felipe Massa (BRA/Ferrari) – a 49s110
8) Nico Hulkenberg (ALE/Sauber) – a 1min04s252
9) Lewis Hamilton (ING/Mercedes) – a 1min12s903
10) Daniel Ricciardo (AUS/Toro Rosso) – a 1 volta
11) Paul di Resta (ESC/Force India) – a 1 volta
12) Esteban Gutierrez (MEX/Sauber) – a 1 volta
13) Adrian Sutil (ALE/Force India) – a 1 volta
14) Heikki Kovalainen (FIN/Lotus) – a 1 volta
15) Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso) – a 1 volta
16) Pastor Maldonado (VEN/Williams) – a 1 volta
17) Jules Bianchi (FRA/Marussia) – a 2 voltas
18) Giedo van der Garde (HOL/Caterham) – a 2 voltas
19) Max Chilton (ING/Marussia) – a 2 voltas

Não completaram a corrida
Romain Grosjean (FRA/Lotus)
Valtteri Bottas (FIN/Williams)
Charles Pic (FRA/Caterham)

Fonte: Agencia Estado

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password