“Se a sociedade abandona o animal, ela está doente”, lamenta Neide Romani

“Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas”. Foi com uma passagem do livro ‘O Pequeno Príncipe’, de A. S. Exupéry, que a vice-presidente da Spavo (Sociedade Protetora dos Animais de Votuporanga), Neide Romani Covre, iniciou o tema ‘Abandono de Animais, Posse Responsável e Castração’, na reunião do Conseg (Conselho Comunitário de Segurança).

 

 

Neide destacou e inúmeros casos de abandono de animais e a responsabilidade que a população possui sobre isso. “Se a sociedade abandona o animal, ela está doente, pois abandono é crime, é crueldade.”

 
Ela apresentou números que mostram que a cada pessoa que nasce, 15 cães e 45 gatos são reproduzidos. Comentou também, sobre um material infantil que a Spavo produziu, chamado ‘Spavinho e Bonequinha’, que necessita de verba para ser impresso e assim distribuído nas unidades escolares, aliás, Neide disse já ter conversado com a secretária Municipal da Educação, Silvia Rodolfo, sobre e importância de inserir no planejamento escolar, um conteúdo envolvendo a proteção dos animais.

 
Outra importante questão discutida pela vice-presidente é um pedido feito a Prefeitura sobre a criação de um Centro Público de Atendimento Animal. “Ele seria responsável pelo alojamento e assistência adequada para os animais abandonados e vítimas de maus tratos, serviços veterinários gratuitos e não gratuitos, plantão 24 horas e serviços de orientação à população.”

 
Em meio a isso, a palestrante argumentou sobre os efeitos do abandono do animal, a importância da posse responsável e como a castração é significante. “O abandono implica em muitas consequências na vida do cão e da sociedade, enquanto a posse responsável está associada com a frase do livro ‘O Pequeno Príncipe’, pois o cão também tem sentimento, já a castração elimina essa popularização de animais que vivem nas ruas.”

 

 

Liberdades
Neide Romani apresentou as cinco liberdades que os animais possuem, de acordo com a lei:

1 – Livres de fome e sede;
2 – Desconforto;
3 – Dores, lesões e doenças;
4 – Livres para expressar seu comportamento normal;
5 – Livres de medo e estresse.

 

ANCELMO LIO – DIÁRIO DE VOTUPORANGA

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password