Saúde realiza mais de 410 testes de HIV em 2014

Saúde realiza mais de 410 testes de HIV em 2014 Análise é rápida e laudo sai em até 30 minutos; diagnóstico precoce da doença é fundamental para tratamento e qualidade de vida • Compartilhe: • • Tweet • • Imprimir publicado em 28/09/2014 O TRD para HIV é oferecido no SAE com agendamento A Vigilância Epidemiológica Municipal notificou 533 casos positivos de HIV e/ou Aids em Votuporanga desde início dos levantamentos, em 2001, até hoje. Para garantir melhor qualidade de vida para as pessoas diagnosticadas, a cidade oferece o Teste Rápido Diagnóstico (TRD) para HIV desde 2007 e os Testes Rápidos de Triagem para Hepatites Virais e Sífilis desde 2012. Em 2014, de janeiro a setembro, foram realizados 411 TRD para HIV. O TRD para HIV é oferecido no SAE (Serviço de Assistência Especializada) com agendamento prévio ou no mesmo dia em casos específicos, como vítimas de violência sexual, profissionais de saúde que se acidentam com exposição a material biológico, entre outros casos avaliados pela equipe, oferecido também na Santa Casa durante internação ou casos específicos na urgência/emergência. Algumas Unidades Básicas de Saúde do município iniciaram a testagem nas gestantes (como parte das ações do Projeto Cegonha) para detecção precoce do HIV e sífilis precocemente na gestação, com intervenção imediata nas gestantes diagnosticadas pelo SAE, reduzindo assim a transmissão para o bebê. O SAE oferece também os Testes Rápidos de Triagem para Hepatite B, Hepatite C e Sífilis. “A maior importância no oferecimento do TRD é para obtenção do diagnóstico precoce do HIV (quando a pessoa é apenas portadora do vírus HIV, sem manifestação de sintomas e sem queda da imunidade), pois quando o diagnóstico é tardio a pessoa já é considerada caso de AIDS (com manifestações de sintomas e/ou queda na imunidade – processo que leva em média de oito a 10 anos desde a contaminação). Muito importante também para o Projeto Cegonha (onde todas as gestantes são testadas precocemente por duas vezes durante a gestação e também no momento do parto, reduzindo os riscos de transmissão vertical (da mãe para o bebê) e para casos de urgência (como vítimas de violência sexual/acidentes ocupacionais e também na avaliação para PEP (Profilaxia Pós-Exposição Sexual, quando a pessoa mantém relação sexual desprotegida com parceiro HIV ou parceiro desconhecido) e tem indicação da profilaxia”, explicou Leiliane C.S.Scarpa, enfermeira do SAE. A enfermeira destacou ainda que o diagnóstico precoce é muito importante para a pessoa que vive com HIV ter maior qualidade de vida, não adquirir infecções oportunistas pela queda da imunidade e, consequentemente, não adoecer por AIDS. Para a comunidade, Votupo-ranga oferece o SAE, que atua na área de prevenção, diagnóstico, tratamento e treinamentos para DST/Aids/Hepatites Virais/Hanseníase. Todas as Unidades Básicas de Saúde atuam na prevenção e diagnóstico (encaminhando os casos positivos diagnosticados ao SAE); e a Comunidade São Francisco de Assis oferece apoio às pessoas que vivem com HIV/AIDS. Os demais serviços de saúde também são parceiros do SAE.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password