Saúde da Família garante verba extra a Votuporanga

Saúde vai receber verba de R$ 1,4 milhão da União. Valor será usado para custear as ações desenvolvidas por 14 equipes locais

Os bons resultados na avaliação do Ministério da Saúde renderam cerca de R$ 1,4 milhão para Votuporanga. Quatorze equipes de saúde da família da cidade apresentaram desempenho considerado “muito acima da média” em recente avaliação realizada pelo Programa de Melhoria do Acesso e da Qualidade na Atenção Básica (Pmaq).

A partir desta certificação realizada pelo Ministério da Saúde, a maioria das equipes locais receberá cerca de R$ 14 mil por mês durante um ano, que serão usados para o custeio das atividades.

Para a secretária da Saúde de Votuporanga, Fabiana Parma, o programa federal tem como principal objetivo induzir a ampliação do acesso e a melhoria da qualidade da atenção básica, “com garantia de um padrão de qualidade comparável nacional, regional e localmente de maneira a permitir maior transparência e efetividade das ações governamentais direcionadas à Atenção Básica em Saúde”.

Ela explicou que cada equipe de estratégia de saúde da família se reúne para decidir sobre a pactuação ao programa. Na adesão, a equipe faz uma autoavaliação sobre a infraestrutura da unidade de saúde, dos equipamentos, medicamentos, vacina e todo processo de trabalho.

Em uma segunda etapa, o Ministério da Saúde vai até a unidade a fim de conferir a documentação e corroborar a veracidade da autoavaliação realizada por toda equipe. “Item por item é avaliado minuciosamente pelos avaliadores. Usuários e profissionais de saúde da unidade também são entrevistados”, disse a secretária votuporanguense.

A Saúde Bucal e o Núcleo de Atenção à Saúde da Família (NASF) de Votuporanga também tiveram resultados positivos na avaliação.

Na primeira lista de certificação, 4.577 equipes de atenção básica obtiveram o desempenho muito acima da média; 9.711 ficaram com desempenho acima da média; e 14.312 tiveram desempenho mediano ou abaixo da média.

Quanto à saúde bucal, 2.718 equipes foram classificadas com o desempenho muito acima da média; 5.774 com desempenho acima da média; e 8.505 com desempenho mediano ou abaixo da média. Já os NASF, foram 228 equipes classificadas com o desempenho muito acima da média, 493 com desempenho acima da média e 715 com desempenho mediano ou abaixo da média.

 

Andressa Aoki
andressa.aoki@diariodaregiao.com.br

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password