São José do Rio Preto vive onda de estupros a mulheres

Desde maio deste ano que São José do Rio Preto vem enfrentando uma onda de estupros graves contra mulheres. Casos que não são comuns e que deixaram de acontecer com pessoas de dentro da família.

Em menos de 30 dias, cinco casos de estupro chamaram a atenção na cidade. Mulheres comuns, caminhando na rua ou até mesmo dentro das próprias casas são estupradas, agredidas e até roubadas.

Desde o começo do ano até agora foram 87 vítimas. O que chama a atenção é a abordagem em plena a luz do dia. Durante os 12 meses de 2015 foram registrados na cidade 143 casos de estupro.

No dia 9 de maio, na avenida Brigadeiro Faria Lima, zona sul da cidade, uma das avenidas mais movimentadas daquela região, uma jovem de 20 anos levou a mãe ao banco e ficou esperando no carro. Instantes depois ela foi rendida e violentada por um homem armado com uma faca. A filha dela, de 3 anos, dormia no banco de trás do carro.

Dia 24 de setembro, Jardim das Oliveiras, mais uma vítima. Desta vez uma mulher de 28 anos teve a casa invadida por um bandido com o rosto coberto e também armado com uma faca. Ela tentou resistir ao estupro, mas levou três facadas.

No mesmo dia, na Villa Santa Cruz, outra jovem de 20 anos caminhava pela rua quando foi abordada por um homem que pediu uma informação, mas acabou a colocando dentro do veículo. A moça foi levada para um matagal e estuprada.

Três dias depois uma farmacêutica de 30 anos foi sequestrada na avenida Potirendaba, zona sul da cidade, quando saía de uma agência bancária. Ela foi abordada pelo estuprador que estava armado. De acordo com a polícia, o homem obrigou a vítima a entrar no carro dela e a levou para um matagal, perto do distrito de Talhado.

Segundo a vítima disse à polícia, ela foi seguida por outro carro. No local, a mulher foi agredida e estuprada por dois homens.

Já no dia 13 de outubro, uma mulher, de 42 anos, foi estuprada dentro da própria casa, no Jardim Santo Antônio, zona norte de Rio Preto. O crime aconteceu por volta das 14h30, de uma quinta-feira.

De acordo com informações do boletim de ocorrência, ela, que é casada, estava sozinha em casa, na sala, quando foi surpreendida por dois homens que invadiram a casa pelos fundos.

Ela disse à polícia que os dois estavam armados, um com faca e outro com revólver, e pediram dinheiro. Como ela disse que não tinha, conforme consta na ocorrência, um dos homens tampou sua boca com fita adesiva transparente, enquanto o outro amarrou suas mãos e pés com fios de uma extensão elétrica.

Segundo o depoimento da mulher, o homem que estava com o revólver a estuprou e mordeu um de seus seios. De acordo com a descrição da vítima, o estuprador era branco, com aproximadamente 1,60m e magro, enquanto o outro seria moreno e teria cerca de 1,70m.

Após o crime, a mulher foi à Unidade de Pronto-Atendimento (Upa) Norte para receber tratamento médico e acionou a polícia.

Já no último dia 17, uma jovem de 21 anos foi estuprada e roubada por dois ladrões, no bairro Quinta das Paineiras, na região sul de Rio Preto. A jovem foi surpreendida pelos dois ladrões quando ia entrar em casa. Os criminosos ameaçaram a vítima e levaram eletrônicos da casa, além de estuprá-la.

Ela foi levada a emergência do Hospital da Criança e da Mulher, onde há atendimento especializado para vítimas de estupro. Em nenhum dos casos até agora a polícia tem suspeitos. Gazeta do Interior

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password