Santos é derrotado pelo Mogi Mirim com time reserva

O Santos vinha de uma série de sete vitórias no Campeonato Paulista, mas viu a sequência positiva na competição ser interrompida pelo Mogi Mirim, neste sábado, no Estádio Romildão. Os donos da casa ganharam por 3 a 1, com dois gols de Val e um de Felipe. Dimba descontou para o Santos, em confronto válido pela 13ª rodada do Estadual.

A vitória levou o Mogi aos 26 pontos, que salta provisoriamente para a terceira colocação do Paulistão, com um ponto a menos que os santistas, os vice-líderes. A posição dos dois clubes só será definida após o complemento da rodada neste domingo.

A partida começou em ritmo acelerado. Logo aos três minutos, o Santos abriu o placar. Elano fez o lançamento para Felipe Anderson, que ajeitou a bola e tocou para Dimba concluir com precisão. Mas a alegria santista durou pouco. Aos seis minutos, o Mogi Mirim chegou ao empate. A cobrança de falta partiu da direita e o volante Val se antecipou à zaga para cabecear no canto de Aranha, deixando tudo igual.

Após o empate, o Mogi Mirim passou a pressionar em busca do segundo gol e criou boas chances para a virada. Aos 16 minutos, em um cruzamento despretensioso do lateral Piauí, a bola saiu fechada e, rápida, quase surpreendeu Aranha. Atento, o goleiro do Santos espalmou, evitando o segundo gol dos donos da casa.

Os visitantes responderam mais tarde em um ‘bate-rebate’ dentro da grande área, aos 28 minutos de jogo. A bola sobrou para o lateral esquerdo Paulo Henrique, após cobrança de escanteio, e o zagueiro Bruno Rodrigo quase marcou para sua equipe, de cabeça. O goleiro Anderson evitou o gol santista.

O Mogi Mirim voltou a assustar aos 37 minutos, quando Roni começou a jogada, Ratinho cortou Bruno Rodrigo e encontrou Hernane, dentro da área. O centroavante fez o giro e bateu forte, mas Aranha fez grande defesa e evitou o gol adversário.

Dois minutos depois, o Mogi teve mais uma boa oportunidade para virar o jogo. Elano errou o passe e gerou o contra-ataque que quase culminou com um gol de Roni. Porém, Aranha estava atento. Melhor em campo e criando várias chances de gol antes do intervalo, o time da casa quase balançou as redes novamente no final do primeiro tempo. Aos 42 minutos, Felipe lançou Val, que dominou a bola e bateu para mais uma boa defesa de Aranha – principal figura do Santos na etapa inicial.

Na volta para o segundo tempo, o técnico do Mogi Mirim, Guto Ferreira, foi obrigado a sacar Baraka, que sentiu lesão. Ele ficou no vestiário da equipe e não retornou ao duelo. Rodrigão entrou em seu lugar. O Mogi quase alcançou a virada, aos quatro minutos, mas Aranha apareceu bem mais uma vez, em boa cobrança de falta de Felipe.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password