Santa Casa orienta sobre prevenção de conjuntivite

Médica infectologista Regina Silvia Chaves de Lima explicou o que é a doença e quais são os tipos e tratamentos

Considerada como a estação mais aguardada do ano, no verão é comum encontrar praias lotadas e festas que reúnem grande número de pessoas. É nesta época que costumam acontecer mais casos de conjuntivite. A Santa Casa de Votuporanga convidou a médica infectologista Dra. Regina Silvia Chaves de Lima para o programa Dica de Saúde desta quarta-feira (24/1) para falar sobre a prevenção e tratamento.

Dra. Regina explicou que a conjuntivite é uma doença infecciosa que atinge a conjuntiva, membrana superficial dos olhos. “As causas são vírus e bactérias. A conjuntiva fica vermelha, provoca uma coceira e os pacientes relatam a sensação de areia nos olhos. Ocorre também secreção. Os sintomas são semelhantes tanto para a doença viral quanto para bacteriana e são contagiosas”, disse.

Ela ressaltou que a conjuntivite não tem imunidade duradoura. “Existem milhões de vírus e bactérias e conforme você tem exposição de cada um, pode contrair a doença diversas vezes”, complementou.

A médica alertou que a inflamação é grave e pode gerar sequelas. “A conjuntiva faz parte da visão e a doença pode causar cicatrizes, evoluindo para cegueira parcial e até total, sendo necessário transplante de córneas”, afirmou.

PREVENÇÃO

É difícil prevenir-se das conjuntivites, mas algumas medidas podem diminuir o risco de você adquirir a doença. “A prevenção principal é a higiene das mãos. Evite coçar os olhos e se afaste do trabalho, escola e convivência para evitar contágio de outras pessoas”, disse.

Outras dicas:

– Não use maquiagem de outras pessoas (e nem empreste as suas).

– Evite compartilhar toalhas de rosto.

– Lave as mãos com frequência e não coloque-as nos olhos.

– Use óculos de mergulho para nadar ou de proteção se você trabalha com produtos químicos

– Não use medicamentos (pomadas, colírios) sem prescrição (ou que foram indicados para outra pessoa).

TRATAMENTO

O tratamento é a base de higiene no local com soro fisiológico, água boricada gelada e colírios específicos de antibióticos. Algumas medidas também podem ser tomadas para se evitar a propagação da conjuntivite:

– Lave suas mãos com frequência.

– Não coloque as mãos nos olhos para evitar a recontaminação.

– Evite coçar os olhos para diminuir a irritação da área.

– Lave as mãos antes e depois do uso de colírios ou pomadas.

– Ao usar, não encoste o frasco dos colírios ou da pomada no olho.

– Evite a exposição à agentes irritantes (fumaça) e/ou alégenos (pólen) que podem causar a conjuntivite.

– Não use lentes de contato enquanto estiver com conjuntivite.

– Não use lentes de contato se estiver usando colírios ou pomadas.

– Não compartilhar lençóis, toalhas, travesseiros e outros objetos de uso pessoal de quem está com conjuntivite.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password