Santa Casa de Votuporanga realiza culto ecumênico para voluntários

Padre Joaquim Tadeu, pastor Bráulio Mendes e representante do grupo espírita, Divaldinho Mattos, participaram deste momento com meditações.

Nesta terça-feira (28/8), é comemorado o Dia Nacional do Voluntariado. A Santa Casa de Votuporanga não deixou esta data passar em branco e realizou um culto ecumênico para homenagear os “anjos da guarda” no auditório do Espaço Unifev/Saúde.

O coordenador do Grupo de Trabalho de Humanização (GTH), Adriano Marques, deu as boas-vindas para os participantes. “Estamos aqui para agradecer vocês. Hoje é Dia Nacional do Voluntariado e escolhemos este dia para falar da importância de vocês nas instituições, principalmente na Santa Casa, que depende da sociedade para sobreviver”, disse.

O provedor Luiz Fernando Góes Liévana contou sua experiência no Hospital. “Eu e a diretoria somos voluntários. Já participei de iniciativas privadas, mas o trabalho que mais amo fazer é voluntariado. Estou na Instituição há 12 anos, buscando recursos e conto com ajuda de muitos para isso como o Bazar do Bem, que arrecada R$10 mil por mês com atuação de pessoas abnegadas. Trabalhamos seriamente e por isso a comunidade colabora. Sou muito feliz na Santa Casa e desejo que continuemos atuando, nesta função tão importante para pacientes e principalmente para a alma”, destacou.

O padre Joaquim Tadeu, da Paróquia São Benedito e Nossa Senhora de Fátima, ressaltou que o Evangelho enaltece o trabalho do voluntariado. “Entre tanta coisa que o mundo propõe, estamos aqui para avaliar e refletir sobre a Palavra de Deus com nossa atuação. Que Deus abençoe e possamos comemorar novamente no próximo ano”, afirmou.

Já o pastor Bráulio Mendes, da 1ª Igreja Batista, disse que envolver com as pessoas é voluntariar. “Fazemos isso diariamente, tirando algo bom de nós e oferecendo ao outro. Vestidos de amor e humildade, com objetivo de servir o próximo. Somos iguais e devemos abrir mão do orgulho. Realize voluntariado e leve Cristo para amar, compartilhar”, falou.

Divaldinho Mattos, do Grupo Espírita Maria de Nazaré, ressaltou que voluntariado está presente nas Escrituras. “Todos somos convidados, Jesus nos apresentou. Quando ajudar a alguém, é a Ele que fará. Atentemos também ao mais próximo como filho, marido, chefe, subordinado. Amar ao próximo é a oportunidade de se aproximar de Deus. O amor é a bênção da vida”, finalizou.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password