Santa Casa de Votuporanga participa do movimento nacional em prol à saúde pública


Mobilização está sendo conduzida pela Confederação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos (CMB), suas federações estaduais e os 50 maiores hospitais filantrópicos do país

O Movimento Nacional das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos em prol ao SUS – Sistema Único de Saúde lançou a campanha “Acesso à Saúde – Meu Direito é um Dever do Governo”, que pretende alertar os brasileiros para a condição financeira precária das instituições filantrópicas. A Santa Casa de Votuporanga aderiu ao movimento e, juntamente, com cidades de todo o Brasil, realizou ações nessa segunda-feira, dia 29 de junho, para apresentar as dificuldades enfrentadas.

O Hospital promoveu um ato simbólico no qual os colaboradores usaram roupas vermelhas e pretas. O grupo participou de uma roda de conversa, sobre os números do setor filantrópico e a situação da área de saúde como um todo. Além disso, foi realizada uma abordagem direta com a população, que estava fazendo uso dos serviços de saúde.

O movimento é formado pela Confederação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos (CMB), suas federações estaduais e os 50 maiores hospitais filantrópicos do país. A data está sendo chamada de Dia D da Saúde Municipal e marca o início do movimento. “Estamos certos de que a divulgação dessa realidade e a mobilização em torno do tema são indispensáveis para que medidas urgentes que garantam o direito à saúde dos cidadãos sejam tomadas. Este é o objetivo principal do nosso movimento”, explica o presidente da CMB, Edson Rogatti.

Os valores pagos pela Tabela SUS ao Hospital não condizem com as despesas que cada serviço possui. Em relação ao atendimento de Urgência, apenas R$ 11,00 é repassado, o valor inclui as despesas com médico, enfermeiros, luz, água e materiais utilizados, ou seja, com R$ 11,00 é preciso custear todos esses itens.

O provedor da Santa Casa de Votuporanga, Valmir Antônio Dornelas, enfatiza a importância da união entre as entidades filantrópicas. “A cada R$ 100,00 gastos, recebemos apenas R$ 60,00, isso precisa ser diferente e é apenas por meio de nosso trabalho conjunto que poderemos tornar o futuro da saúde promissor, visando oferecer um atendimento cada vez melhor aos pacientes que precisam do SUS. A causa deve ser compartilhada por todos os cidadãos, pois é para o bem de cada um.”

Essa primeira mobilização envolveu as cidades, já no dia 13 de junho, é prevista nos estados, enquanto no dia 4 de agosto, ações em Brasília. Mais informações no linkwww.cmb.org.br/acessoasaude.org.br.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password