Santa Casa de Votuporanga participa de movimento Nacional nesta quinta

Ação está mobilizando hospitais de todo o Brasil em prol da melhora dos atendimentos dos pacientes do SUS

A Santa Casa de Votuporanga participa nesta quinta-feira do Dia Nacional de Luto pela Crise das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos. A data de 25 de setembro foi escolhida pela Fehosp (Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes do Estado de São Paulo) e CMB (Confederação das Santas Casas de Misericórdia, Hospitais e Entidades Filantrópicas) para representar o luto pela saúde brasileira.

A ação está mobilizando hospitais de todo o Brasil em prol da melhora dos atendimentos dos pacientes do SUS – Sistema Único de Saúde. A participação da Santa Casa de Votuporanga segue alinhado a esse objetivo, visando reunir recursos para acolher de maneira ainda mais humanizada os usuários da cidade e dos outros 52 municípios que atende em alta complexidade.

“É o momento de todos entenderem que a saúde pública deve ser uma prioridade, o povo precisa se mobilizar porque é uma necessidade de cada um de nós. Aqueles que precisam do SUS merece o melhor e o nosso Hospital quer oferecer isso, mas diante do repasse de cada serviço, se torna uma missão impossível”, destaca o provedor Valmir Antônio Dornelas.

Nesta quinta, devido ao movimento, os atendimentos eletivos em todas as instituições do setor no país serão suspensas e os profissionais da saúde vestirão a cor preta, representando o luto pela saúde brasileira. “Os atendimentos de urgência e emergência serão mantidos e devido o nosso constante contato com a Federação, assim que ficamos sabendo do movimento já deixamos essa data sem marcar cirurgias eletivas, ou seja, nenhum paciente está sendo prejudicado, pelo contrário, pois essa luta é para o bem de todos que necessitam do SUS”, enfatiza Dornelas.

O provedor ressalta ainda que mesmo com a ajuda que a população oferece, ainda é necessário mais recursos. “Felizmente a nossa comunidade é solidária e sempre está pronta para ajudar, mas as doações e resultados de campanhas e eventos ainda não são suficientes, visto que a cada R$ 100 que gastamos em um serviço, recebemos apenas R$ 60, ou seja, ficamos com R$ 40 para custear e isso precisa mudar urgente.”

A paralisação representa um alerta frente ao insuficiente recurso de custeio alocado e o crescente endividamento das instituições. A ideia surgiu no último Congresso da CMB, realizado em agosto deste ano, em Brasília, e tem como objetivo chamar atenção da mídia, do Governo e da população em geral sobre a crise que ameaça o setor filantrópico, e consequentemente o SUS.

As mobilizações em prol do reajuste dos repasses do governo se iniciaram em 2012 com o movimento Tabela SUS! Reajuste Já. As ações seguiram em vários momentos de 2013 e o Dia Nacional de Luto pela Crise das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos é um desdobramento dessa luta constante. É previsto que mais de 2.100 instituições do país participem da mobilização.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password