Santa Casa de Votuporanga inova com tratamento cardiovascular

Procedimento de alta complexidade, que trata lesões coronárias, é realizado sem intervenção cirúrgica

A Santa Casa de Votuporanga associa o atendimento humanizado com excelência em assistência e tecnologia de ponta. O serviço de Hemodinâmica da Instituição inovou no tratamento cardiovascular com a realização do procedimento Aterectomia Rotacional, também conhecido como Rotablator, recentemente.

O cardiologista hemodinamicista Dr. José Guilherme Rodrigues de Paula (coordenador da cardiologia clínica) realizou o procedimento, com a participação do Dr. Márcio Antônio dos Santos (de São José do Rio Preto), além de equipes de enfermeiros.

A Aterectomia Rotacional é feita em casos que a obstrução coronária ocorre devido a calcificação acentuada, o que dificulta a dilatação da artéria apenas com o cateter balão e no implante dos stents. Esse procedimento permite o tratamento de lesões cardíacas, que antes só eram tratadas com cirurgia convencional.

Dr. José Guilherme explicou Rotablator. “Trata-se de um cateter que, em sua ponta possui uma oliva de diamante. Ao girar rapidamente, fragmenta a placa que obstrui a artéria coronária. As minúsculas partículas liberadas são posteriormente reabsorvidas pelo corpo. Um procedimento de alta tecnologia e complexidade”, ressaltou.

Ele frisou que é um exame semelhante a uma angioplastia, entretanto mais trabalhoso. “Demora, em média, uma hora e meia. Novos casos serão realizados, pois hoje em dia, devido às novas tecnologias disponíveis, os procedimentos de angioplastias podem ser indicados na grande maioria dos casos, com altíssimas taxas de sucesso”, complementou.

O provedor da Santa Casa, Luiz Fernando Góes Liévana, ressaltou que a Hemodinâmica transformou a Instituição em referência para toda a região e para alguns estados. “Temos profissionais experientes e qualificados, com a realização de diversos exames e procedimentos cardiológicos, a Rotablator é um desses, que só demonstra nossa referência em atendimentos média e altas complexidades”, finalizou.

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password