Santa Casa de Votuporanga está entre as melhores do Estado

O vice-prefeito Waldecy Bortoloti anunciou uma boa notícia: a Santa Casa de Votuporanga está entre as cinco melhores do Estado de São Paulo. Waldecy esteve na Rádio Cidade e detalhou a respeito do estudo elaborado pelo governo. “Votuporanga foi incluída entre as cinco melhores, que possuem poder de atendimento regional.

Por causa desta avaliação, a Santa Casa local tem direito a receber R$ 563 mil mensais há um ano. Mas atualmente ganha R$70 mil. É um valor baixo e foi cortado”, disse.

Enquanto o dinheiro não chega à conta do hospital, a instituição acumula déficit de R$400 a 500 mil mensais. Waldecy acompanhou o provedor da Santa Casa, Valmir Dornelas e os diretores Carlos Marão, Roberto de Biazi e Waldecy Bortoloti, acompanhados pelo deputado federal, João Dado e pelo prefeito de Votuporanga, Junior Marão, se reuniram com o governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, na última quarta-feira (11).
A solicitação principal das lideranças foi o reajuste do valor do Pró-Santas Casas, programa estadual que oferece auxílio para compensar o déficit com a tabela de procedimentos do SUS (Sistema Único de Saúde).  “O secretário estadual de Saúde, David Uip, está assumindo a pasta agora, mas afirmou que o repasse vai dar certo. Em audiência com o governador, Alckmin ressaltou que o que Votuporanga está reivindicando é justo e que o hospital local precisa disso. Voltamos otimistas de que Santa Casa conseguirá esta verba”, destacou.
Ele frisou que a Santa Casa é de Votuporanga. “Temos que cuidar dela para cada vez mais atender melhor”, complementou.
Na quinta-feira (12), o provedor do hospital foi recebido pelo recém-empossado secretário estadual de Saúde, David Uip, também para tratar do aumento do repasse. “A grande demanda de atendimentos pelo SUS resulta num déficit para a Santa Casa e, portanto, precisamos de um repasse maior pelo Pró-Santas Casas, que é um recurso fundamental para nos ajudar a suprir e melhorar as condições do hospital”, destaca Valmir. “Fomos muito bem recebidos, tanto pelo governador quanto pelo secretário, em nossos encontros, onde solicitamos mais recursos para a Santa Casa de Votuporanga, buscando valorizar nossos médicos e demais profissionais e, assim, continuar oferecendo atendimento de qualidade a toda população que precisa do hospital”, completa Dornelas.
Neurologia
O vice-prefeito contou ainda que a Santa Casa trabalha para a volta dos serviços de neurologia. “É a prioridade da atual diretoria. Uma cidade como Votuporanga, com grande número de motos e acidentes, não pode ficar sem estes procedimentos”, disse.
A Santa Casa de Votuporanga anunciou a suspensão dos serviços de neurologia/neurocirurgia para o Sistema Único de Saúde – SUS e para todos os convênios atendidos pelo hospital em julho do ano passado. Na ocasião, o hospital alegou que foram duas as razões: a falta de profissionais médicos e o alto custo dos serviços. 
A instituição tinha um teto mensal de R$ 27 mil no contrato SUS para atender a média e a alta complexidade da neurologia/neurocirurgia, só que produzia aproximadamente R$ 112 mil. Andressa Aoki

andressa@acidadevotuporanga.com.br

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password