Santa Casa comemora Dia Mundial de Higienização das Mãos 

Hospital montou Túnel da Proteção para avaliar a eficácia do procedimento dos participantes. 

Às vésperas do Dia Mundial de Higienização das Mãos, celebrado neste domingo (5/5), a Santa Casa de Votuporanga mobilizou colaboradores e pacientes para uma ação especial nesta sexta-feira (3/5). O objetivo foi sensibilizar quanto a lavagem das mãos, método que combate uma série de infecções. 

Um cenário lúdico foi montado na Pracinha, inclusive com o Túnel da Proteção. A estrutura foi fixada em frente à capela pelos colaboradores da Manutenção, em parceria com o Senac e Colégio Comercial. Os participantes entravam no túnel e fazia a lavagem das mãos antes de enfrentar a “Caixa da verdade”. “Eles se deparam com um caixote com luz negra dentro e com aberturas na frente para colocar as mãos e, na parte superior, para observação. Esta metodologia apresenta as falhas na lavagem, pois as regiões não iluminadas representam as não higienizadas”, disse a enfermeira especialista da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH), Milena Bolpato de Morais. 

Milena ressaltou que a higiene eficaz das mãos desempenha um papel fundamental permitindo a segurança de pacientes e profissionais da saúde. Infecções relacionadas à assistência são adquiridas durante a prestação de cuidados e constituem um fator de risco para sepseevento adverso que afeta mais de 30 milhões de pacientes, anualmente, em todo o mundo, demandando ações imperativas de prevenção destes eventos em serviços de saúde. 

Durante a dinâmica, foi ensinado aos participantes a maneira correta de higienizar as mãos, conforme o Ministério da Saúde, utilizando solução de álcool 70% e luminol (produto que, quando exposto à luz negra, ilumina as áreas atingidas). “Eles ficam impactados ao verem suas mãos na Caixa da Verdade. O exercício mostrou claramente que a adequada higienização das mãos é um ato necessário no cuidado humano. O projeto vem disseminar novos hábitos”, destacou. 

Ela ressaltou que as mãos são o principal veículo de transmissão de microrganismos e contribuem para a disseminação de diversos agravos. “Diarreia, H1N1, gripes, resfriados, impetigo (manchas brancas na pele do bebê), conjuntivite, entre outras”, afirmou. 

A enfermeira explicou que a transmissão destas doenças acontece por contato direto e indireto com a pessoa infectada. “Tocar em superfícies como mesas, telefone, maçanetas de portas também são propícios para a contaminação de patologias. Por isso, é importante evitar mão na boca, coçar olhos, fazer desinfeção de objetos com álcool e, principalmente, lavar as mãos constantemente”, complementou. 

Mayra Dayane Maciel acompanhava as explicações atentamente. A mãe de Yasmine, de três anos, aprovou a iniciativa. “Achei muito legal, porque conscientiza sobre lavar as mãos”, afirmou. 

O provedor do Hospital, Luiz Fernando Góes Liévana, destacou a importância da ação. “Este projeto reflete diretamente na nossa assistência, na segurança de nossos pacientes e, consequentemente, na saúde deles”, finalizou. 

Concurso de frases 

Um concurso de frases foi realizado entre os colaboradores para ressaltar a importância da higienização das mãos. Uma comissão avaliou os participantes e as três melhores afirmações foram premiadas. “Divulgamos em todo Hospital. Foi uma missão muito difícil escolher, pois houve envolvimento de diversos setores. Estamos muito felizes com o resultado”, complementou Milena.

Indicação da lavagem das mãos com água e sabão 

– Quando as mãos estiverem visivelmente sujas ou contaminadas com sangue e outros fluidos corporais; 

– Ao iniciar e terminar o turno de trabalho; 

– Antes e após ir ao banheiro; 

– Antes e depois das refeições; 

– Antes de preparo dos alimentos; 

– Antes de preparo e manipulação de medicamentos; 

– Antes e após contato com pacientes; 

– Após várias aplicações consecutivas de produto alcoólico. 

0 Comentários

Deixe um Comentário

um + dois =

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password