Santa Albertina se une por um Natal mais solidário

A população carente recebe hoje 100 cestas básicas graças ao projeto

A população de pouco mais de 5 mil habitantes de Santa Albertina, na região de Jales, se uniu para uma causa solidária: entregar cestas básicas a quem precisa. A ação batizada como “Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) Solidário e SOS Santa Casa” arrecadou 6 toneladas de mantimentos para doar parte à Santa Casa de Jales e distribuir cestas para a população carente da pequena cidade.

Mais de quatro mil quilos de alimentos distribuidos em caixas de papelão foram entregues para o hospital da cidade vizinha ontem à tarde. Hoje, quem recebe é a população carente.

Ao todo serão distribuídas 100 cestas para famílias santa-albertinenses comprovadamente carentes.A entrega acontece no posto do Samu, ao lado do pronto socorro, a partir das 8h.

A ação

Os funcionários do Samu, Fábio Junior Martins e Josiany Guilherme, foram os idealizadores do projeto.

Segundo Josiani, a equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência entregou sacolas para os moradores e ofícios pedindo colaboração a empresas. No sábado, viaturas da Polícia Civil, da Militar e do Samu – com sirenes ligadas – além de carros com carrocerias visitaram cada bairro, recolhendo os alimentos.

Ela explicou que com cada mantimento oferecido pela população foi possível montar cestas básicas. “No total, foram quase seis mil quilos de mantimentos recolhidos na campanha”.

A proposta

De acordo com Josiany Guilherme, a ideia foi de fazer uma ação solidária em massa, principalmente na época de Natal.

A campanha envolve Polícias civil e militar, Escola da família, grupo Projeto Atitude, Escola Carlos Celso Lenardizzi, Câmara, Corpo de Bombeiros, Sabesp, empresários, comerciantes e população. “Todos esses fizeram que o projeto fosse um sucesso”.

Repercussão

A repercussão foi além de Santa Albertina, graças às redes sociais.

“Foi tão grande o sucesso que estamos pensando em fazer em Paranapuã, Mesópolis e Dolcinópolis, cidades onde o Samu de Santa Albertina atua”.

O bom exemplo foi além fronteiras. “Estamos recebendo ligações de outros Samu ´s do Estado de São Paulo e região, querendo saber como funciona para eles aderirem o ano que vem”.

“Todos nós que organizamos o evento, estamos muito felizes com o resultado e adesão, pois para nós o que importa e a ação o momento fraterno do ser humano”, complementou Josiany Guilherme.

Andressa Aoki
andressa.aoki@diariodaregiao.com.br

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password