Saev Ambiental inicia racionamento em 20 dias

Medida será aplicada caso não chova e índice da represa continue baixando; cidades do noroeste já adotam procedimento

Votuporanga pode ter racionamento de água dentro de 20 dias, caso não chova. A medida extrema visa preservar o reservatório da represa da Saev Ambiental e conscientizar os moradores sobre o uso correto do bem natural. A represa possui reserva de água de 480 mil metros cúbicos e é responsável pelo abastecimento de 35% da população. A Saev ainda não estudou o horário que a medida será aplicada, mas garante: toda a cidade será afetada, não somente um bairro ou região, como ocorre quando há manutenção em poços ou até falta de água.

Antes disso, algumas medidas já serão tomadas pela autarquia. A partir de segunda-feira, 20, a Saev não comercializará água tratada para ser utilizada em obras e demais serviços de manutenção (como, por exemplo, construções civis e urbanas, para aguar canteiros, entre outros).

Outra iniciativa é voltar a multar os munícipes que forem flagrados desperdiçando água em serviços irrelevantes. “A multa será aplicada se não chover na segunda. Caso chova, a medida não entra em vigor”, falou o superintendente da Saev, Oscar Guarizo, acrescentando que 5 milímetros é o indicado para que a represa normalize. A multa continua no mesmo valor, em R$ 82,64, mas pode ser que em 2015 haja reajuste. Em quase 15 dias, a Saev aplicou 14 infrações.

Guarizo esteve na manhã de ontem na represa e disse que a água está baixando cada vez mais, devido ao excesso de calor. Na terça-feira, dia 14, baixou quatro; na quarta foram 6 cm. De quinta para sexta, foram 6 cm a menos. O normal é baixar de 2 a 3 cm por dia.

“Não vamos deixar a represa seca. Se continuar baixando 6cm por dia, isso nos preocupa bastante. Se continuar assim, teremos água para 11 dias e o racionamento entra em vigor, caso não chova. Dependemos totalmente da chuva”, falou.

Entre estes desafios previstos, a Saev já comemora um avanço. De agosto para setembro, houve redução de 1,2% no gasto de água, devido às campanhas de conscientização que a Saev realiza. “Enquanto em agosto uma residência gastava 15.052 mil litros de água, em setembro fechamos com 14.870 mil l/mês. Nos últimos 30 dias foi intensa nossa fiscalização e a campanha para usar a água de maneira consciente”, falou.

Porém, com o excesso de calor e as férias de janeiro previstas para serem mais intensas, Guarizo pede que desde já as pessoas comecem a economizar, adotando medidas conhecidas. “Não demorar no banho, não escovar os dentes com a torneira aberta e evitar usar a mangueira em serviços domésticos”, encerrou.

Falta de água

A Saev Ambiental informa que faltará água na Zona Sul da cidade amanhã, dia 19, das 7h às 12h, devido limpeza no reservatório elevado da Estação de Tratamento de Água (ETA) da Zona Sul (Vila Muniz). A Zona Sul compreende os bairros: Comerciários, Jardim Alvorada, Bom Clima, Jardim Marin, Vila Muniz, São João, Monte Verde, 5º Distrito, Jardim Noroeste e adjacências. Karolline Bianconi/A Cidade

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password