Rotary Club: Votuporanguense participa de projeto internacional

O votuporanguense Diego da Silva Rico Nunes, bacharel em Direito e professor de línguas, é um dos seis representantes do Brasil no programa de intercâmbio “Novas gerações Service Exchange”, projeto independente, que faz parte da Quinta Avenida de Serviços do Rotary Club: Serviço Jovem.
O destino escolhido é o Arizona, para onde eles embarcam dia 28 deste mês e retornam no final de fevereiro. É a primeira vez que esse programa será realizado no distrito 4480 – Votuporanga.
Em entrevista ao Diário, Diego contou como foi o processo de adesão. “Me inscrevi, como preenchi os requisitos, fui para a próxima etapa, que era sorteio”, explica.

Oportunidade
O projeto de intercâmbio Novas Gerações fornece a jovens (até 30 anos) a oportunidades de conhecer pessoas de outros países e de experimentar diversas culturas, expandindo os horizontes e plantando as sementes para uma vida de compreensão internacional.
Por ser um programa relativamente novo, o jovem pode usar a rede e experiência de outros programas – em especial o Programa de Intercâmbio. Dentre as filosofias do projeto, conhecer e vivenciar diferentes culturas são um dos meios mais eficazes de promover a paz e compreendermos o próximo.
Como outros programas, o que se busca é colocar o jovem em situações de trabalho, cotidiano e convivência social em diversos campos de forma a ampliar as noções culturais. O projeto oferece inúmeros benefícios aos intercambiários e seus anfitriões (rotarianos e orientadores), bem como para a comunidade em geral.
Por meio do programa, os participantes aprendem em primeira mão sobre a vida em outro país, seu sistema de ensino e o ambiente de oportunidades de conhecer pessoas de outros países e de experimentar diversas culturas, expandindo os horizontes e plantando as sementes para uma vida de compreensão internacional.
Para o Rotary, quando o conceito do mundo se expande, o jovem amadurece e desenvolve uma compreensão mais profunda de si mesmo, dos outros e do mundo. A imersão em sistema cultural de outro país aumenta o seu crescimento acadêmico, profissional e pessoal. “Clubes rotários anfitriões, famílias e toda a comunidade são enriquecidos por extensão”, considera o Rotary.
“É um programa independente, novo e a primeira vez em nosso Distrito 4480. Espero expandir meus horizontes e amadurecer minhas perspectivas de mundo”, finaliza Diego. Fernanda Ribeiro Ishikawa/Diário de Votuporanga

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password