Rogério Ceni perde pênalti no fim, e São Paulo e Corinthians ficam no 0 a 0

São Paulo e Corinthians fizeram um jogo brigado no Morumbi e não saíram do empate por 0 a 0 neste domingo, em clássico válido pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro.

 

O Tricolor buscou mais o gol e pressionou, mas não conseguiu vazar a melhor defesa da competição. Já perto dos acréscimos no segundo tempo, Rogério Ceni teve a chance de marcar de pênalti, mas acertou a trave direita de Cássio, que ainda tocou na bola.É o quinto pênalti seguido que o Tricolor erra, sendo quatro foram do camisa 01.

 

No jogo da ida, realizado no Pacaembu, o placar do Majestoso foi o mesmo. Assim, tabu de sete anos continua: desde 2007 o Tricolor não consegue vencer o rival quando atua em seu estádio, o Morumbi.

Nas arquibancadas, o duelo ficou marcado pela briga entre são-paulinos e a Polícia Militar no intervalo, quando os tricolores tentaram passar pelo cordão de isolamento feito pelos policiais para se aproximarem do setor destinado aos corintianos. A polícia impediu e respondeu com duas bombas de efeito moral. Os ânimos só se acalmaram no começo do segundo tempo.

Torcedores do São Paulo brigaram com a polícia (Foto: Miguel Schincariol/LANCE!Press)

Com o resultado, a ordem entre os times segue a mesma. Se vencesse, o clube do Morumbi poderia ultrapassar o rival, mas o Corinthians (mesmo com três empates seguidos) continua à frente, com 37 pontos, na 11ª colocação, enquanto o São Paulo é o 15º, com 34. O Tricolor ainda está próxima da zona de rebaixamento – são dois de vantagem para Criciúma e Vasco, ambos no grupo da degola.

Os dois times voltam a campo na quarta-feira, pelo Campeonato Brasileiro. O São Paulo receberá o lanterna Náutico no Morumbi, enquanto o Timão vai até Porto Alegre enfrentar o Grêmio.

O JOGO

Embalado pela vitória sobre o líder Cruzeiro na última quarta-feira, o São Paulo começou tomando a iniciativa do confronto no Morumbi. Sem Luis Fabiano, vetado por conta de problema na coxa esquerda, o time atuou com Aloísio e Ademilson no ataque. Com menos de dez minutos, o time assustou em chute de Jadson, que passou perto da trave direita de Cássio.

Longe de viver uma boa fase, também, o Corinthians começou o jogo de forma mais retraída, aguardando o rival. Focado na defesa, o Timão era mais perigoso em contra-ataques. Foi assim que Emerson foi lançado aos 16 minutos e caiu após tentar o drible dentro da área, pedindo o pênalti. Wilson Luiz Seneme, porém, nada marcou.

Embora com mais posse de bola no campo de ataque, o Tricolor passou a não chegar com tanto perigo ao gol de Cássio. Após os 20 minutos, porém, o time teve duas boas chances em sequência. A primeira foi com Ademilson, que bateu de longa distância para o camisa 12 alvinegro fazer a defesa, assim como no cabeceio de Aloísio.

A superioridade tricolor se apresentava também no tempo com a bola nos pés: o São Paulo tinha 65% de posse aos 28 minutos. O Timão, por sua vez, tentou mais uma vez em lançamento pelo lado, desta vez para Romarinho. O camisa 31 não viu Sheik entrando livre e bateu cruzado, com pouco ângulo – Rogério Ceni fez a defesa e a zaga tricolor complementou.

Aos 29 minutos, Maicon perdeu a melhor chance da primeira etapa. O lateral Douglas chegou à linha de fundo e cruzou na cabeça do volante. Livre, ele tentou tocar para tirar de Cássio e mandou para fora. A torcida tricolor no Morumbi se desesperou com o lance. Emerson, aos 35, ainda levou perigo ao time da casa em cabeçada, mas os dois rivais foram para o intervelo com o empate sem gols.

Sem alterações para a segunda etapa, o ritmo do jogo não se alterou. O São Paulo ainda era quem tomava a atitude, mas os erros nos passes atrapalhavam a equipe de Muricy Ramalho. O Corinthians, por sua vez, sentia muito a falta de um centroavante – aos 15, Emerson foi lançado e, sem ângulo, teve que chutar, pois não tinha nenhum companheiro entrando na área. Ceni, mais uma vez, conseguiu fazer a intervenção.

Depois da primeira etapa mais movimentada, os erros marcaram os rivais, e o nível do Majestoso caiu. Já aos 25 minutos, após o Tricolor perder boa chance com Paulo Miranda, Paulo André pegou rebote em cobrança de falta e assustou Rogério Ceni. Dois minutos depois, Emerson perdeu chance clara: ele foi lançado por Diego Macedo e saiu livre, frente ao camisa 01 são-paulino. Na hora de chutar, porém, ele pegou mal e o tiro saiu à esquerda da meta.

Aos 36, em cobrança de falta, mais uma vez Paulo André finalizou com perigo e Rogério Ceni fez importante defesa. Quando a partida já se encaminhava para o seu final, Reinaldo invadiu a área pelo lado esquerdo e Diego Macedo cometeu a falta dentro da área. Rogério Ceni foi para a cobrança do pênalti e acertou a trave direira de Cássio, que ainda tocou na bola, para explosão dos rivais alvinegros. Fim do Majestoso: São Paulo 0 x 0 Corinthians.

Ceni errou cobrança de pênalti (Foto: Miguel Schincariol/LANCE!Press)

FICHA TÉCNICA:
SÃO PAULO 0 x 0 CORINTHIANS

Data: 13/10/2013, às 16h
Estádio: Morumbi, em São Paulo (SP)
Árbitro: Wilson Luiz Seneme (SP)
Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Celso Barbosa de Oliveira (SP).
Público/renda: 50.282 pagantes/R$ 596.307,00
Cartões amarelos: Paulo Miranda, Jadson e Douglas (SPFC); Diego Macedo (COR)
Cartões vermelhos: Nenhum

SÃO PAULO: Rogerio Ceni; Paulo Miranda, Rodrigo Caio, Edson Silva e Reinaldo; Denilson, Maicon, Douglas e Jadson; Ademilson (Lucas Evangelista 36’/ 2ºT) e Aloísio (Welliton, 28’/2ºT). Técnico: Muricy Ramalho.

CORINTHIANS: Cássio; Alessandro, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Edenilson, Guilherme e Danilo (Diego Macedo 12’/2ºT); Romarinho (Ibson, 30’/2ºT) e Emerson Sheik. Técnico: Tite.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password