Rio Preto atinge 16 mil casos de dengue

Depois de um recuo no mês de agosto, o mosquito Aedes aegypti mostrou que voltou à ativa. Rio Preto registrou em setembro 194 novos casos da doença, quase quatro vezes mais do que os 56 de agosto. Com os novos registros, o município chegou a 16.006 infectados com a doença no ano, além de duas mortes por dengue, de acordo com o boletim epidemiológico divulgado nesta segunda-feira, dia 3. Outros 160 casos continuam em investigação. Apesar de números altos, a quantidade de casos é menor do que o mesmo período do ano passado. De janeiro a setembro de 2015, a cidade contabilizou 21.288 infectados por dengue e 11 mortes pela doença.

Zika

Doença também causada pelo Aedes aegypti, o zika vírus continua circulando em Rio Preto. Três novos casos foram confirmados em setembro. Com isso, de janeiro a 30 de setembro, a cidade soma 307 casos da doença, sendo 55 casos em gestantes. Destas, 46 já tiveram os bebês. Todas as crianças estão em acompanhamento com pediatras e nenhuma anormalidade foi constatada até o momento, segundo a Secretaria Municipal de Saúde. O zika está associado a um surto de microcefalia ocorrido no Nordeste brasileiro.

Chikungunya

A notícia positiva é que nenhum novo caso de chikungunya foi registrado em setembro. A doença, outra transmitira pelo Aedes, preocupa as autoridades pelos danos que causa. Neste ano, foram confirmados cinco casos em Rio Preto. A doença tem sintomas semelhantes aos da dengue e da zika, mas sua principal característica é a forte dor nas articulações, que em 20% dos casos pode durar por um ano. Elton Rodrigues/Diário da Região

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password