Retirada de ponto de circular na São Bento gera BO

A Praça São Bento não tem mais um ponto para a parada do transporte coletivo. Além de revolta de alguns cidadãos, o caso virou boletim de ocorrência. A empresa Unitrans, responsável pela circular, quer saber quem retirou a marcação do ponto. Para evitar que acidentes aconteçam durante a descida de passageiros, os ônibus não têm parado no local.

Cleusa de Souza Flor Peripolli, moradora da rua Tapajós, do bairro São Cosme, disse que ontem esperou o ônibus na Praça São Bento, mas ele não passou. “Andei algumas ruas a procura de um ponto, mas não deu tempo de chegar e tive que ir para casa à pé”.

Além deste problema, os moradores dizem também que há atrasos dos ônibus. Maria Isabel de Araújo, também moradora do São Cosme, disse que “o bairro até tem ônibus, mas está passando muito atrasado”, disse Maria Isabel.

Para resolver o problema dos atrasos, a Unitrans diz que as mudanças e melhorias no transporte coletivo municipal devem ser implantadas em breve. Ormélio Caporalini, responsável pela empresa, destacou recentemente em entrevista ao jornal A Cidade, que as linhas em funcionamento hoje foram planejadas há 20 anos, quando Votuporanga era menor, com menos veículos transitando e pequena distância entre os bairros. “Continuamos com as mesmas linhas, mas a cidade mudou. Foram instalados novos semáforos, vários sinais de parada obrigatória e a quantidade de carros e motos da aumentou”.

Ormélio contou que as quatro linhas de transporte: norte e sul (Pozzobon / Centro / Estação), leste e oeste (Paineiras / Centro / Eldorado) se transformarão em oito. Hoje, são quatro ônibus circulando (em linhas urbanas) mais um na linha para Simonsen. “Passaremos a ter oito ônibus circulando. O ônibus que hoje faz, por exemplo, o trajeto Pozzobon/ Centro/ Estação (zona norte/ Centro/ zona sul) se transformará em duas linhas, sendo uma Pozzobon/ Centro/ Pozzobon (zona norte/ Centro/ zona norte) e a outra Estação/ Centro/ Estação (zona sul/ Centro/ zona sul), deixando de ir de um lado para o outro da cidade, passando a retornar do Centro da cidade para o mesmo bairro”.

Foi feito um cronograma para que quando a pessoa chegar no Centro, espere no máximo cinco minutos para pegar uma outra linha para o seu destino final. Hoje, a programação de uma linha é de 30 minutos. “Impossível de ser feito até mesmo de carro. Esse percurso em 30 minutos foi prorrogado para 40 minutos. As novas linhas serão de 40 em 40 minutos”, contou. (Leidiane Sabino – A Cidade)

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password