Reparo de relógios custa R$ 5,6 mil

Funcionários de uma empresa de Rio Preto finalizam até amanhã a manutenção nos relógios da Igreja Matriz de Votuporanga.
Os reparos que incluem pintura dos ponteiros e troca de acrílicos vão custar R$ 5,6 mil. De acordo com o padre Gilmar Margotto, a manutenção teve início na semana passada.
“Aguardo ainda orçamento da empresa para saber quanto irá custar a lavagem das torres da igreja”, afirma ele, que só depois do valor irá avaliar se o procedimento será feito após a manutenção dos relógios.
Os relógios da igreja foram instalados em 1975. Entre os anos de 1998 e 2013 ficaram sem tocar. Por meio de um abaixo-assinado, que causou uma polêmica histórica, os católicos conseguiram que os sinos voltassem a tocar. A briga foi parar no Ministério Público, que na época arquivou o caso. O ajuste dos relógios não é feito mais manualmente. Um sistema eletrônico foi instalado para não ter que uma pessoa subir uma vez por semana até os relógios para ajustá-los.
Os sinos tocam de hora em hora, das 7h às 22h. Em três horários, às 7h, meio-dia e às 18h, os moradores ouvem um trecho da música Ave Maria.
Segundo o padre, os moradores que passam pelo centro acertam seus relógios de pulso de acordo com os ponteiros dos relógios das torres. A igreja é um dos cartões postais da cidade. Luciano Moura/Diário da Região de Votuporanga

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password