Releitura de obra de Guimarães Rosa foi apresentada no Centro de Convenções

Espetáculo “Donzela Guerreira”, da Cia. Mundu Rodá, conta a trajetória de uma donzela que vai à guerra, trazendo o intimismo do sertão nordestino

 

Quem foi ao Centro de Convenções Jornalista Nelson Camargo de Votuporanga nos últimos dias 07 e 08 de fevereiro, pode ver uma apresentação que percorre a fronteira entre teatro, dança, música e expressão corporal na releitura de uma obra brasileira.

 

O espetáculo “Donzela Guerreira”, da Cia. Mundu Rodá, é uma tradução poética do romance de “lembranças de Diadorim” de João Guimarães Rosa, atualizado no tempo, no espaço, nos sons, palavras e corpos dos atores e pesquisadores Juliana Pardo e Alício Amaral. Ele conta a trajetória de uma donzela que vai à guerra, trazendo o intimismo do sertão nordestino.

 

A Cia. Mundu Rodá de Teatro Físico e Dança foi fundada em 2000, e, desde então, constrói uma linguagem cênica própria focada na observação, contato e diálogo com as danças tradicionais.

 

Foto: André Luiz D. Takahashi

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password