Relator cede a pressões e retira nomes de Dilma e Lula da CPI do BNDES em relatório final

Sugestões serão enviadas ao Ministério Público, que decidirá se envia os 52 casos para a Justiça. Depois de horas de obstrução feita por partidos de oposição, como PT e Psol, relator retirou nomes de Dilma e Lula das sugestões de indiciamento.

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Câmara dos Deputados que investiga possíveis irregularidades nos contratos internacionais do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) no período dos governos petistas de 2003 a 2015 aprovou, na tarde de hoje (22), por 19 votos a 10, o texto-base do relatório final do deputado Altineu Côrtes (PL-RJ).

O relator havia incluído em seu parecer o pedido de indiciamento dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, mas, em busca de acordo, ele retirou os dois nomes e de outras nove pessoas.

O relator sugere o indiciamento dos empresários Emílio e Marcelo Odebrecht, da construtora Odebrecht, e de Joesley e Wesley Batista, donos do frigorífico JBS. Além deles, pede o indiciamento de ex-ministros, ex-presidentes do BNDES, servidores públicos e funcionários do banco.

Nos últimos anos, esta é a terceira CPI que tenta apurar possíveis irregularidades no BNDES. As duas anteriores, uma da Câmara, em 2016, e uma do Senado, em 2018, não chegaram a resultados concretos.

Hoje é o prazo final para conclusão dos trabalhos da comissão, que já foi prorrogada por uma vez, por 60 dias.

FONTE: Informações | Agência Brasil 

0 Comentários

    Deixe um Comentário

    Login

    Bem vindo! Faça login na sua conta

    Lembre de mim Perdeu sua senha?

    Lost Password