“Rei do Brasileiro”, Dagoberto teve temporada de coadjuvante

Com a vitória por 2 a 1 contra o Goiás, neste domingo, o Cruzeiro chegou ao seu quarto título do Campeonato Brasileiro. Já o atacante Dagoberto alcançou seu quinto troféu da competição (dois com o Cruzeiro, dois com o São Paulo e um no Atlético-PR), se igualando a craques como Zinho e Andrade. Mesmo com esse história vencedor, nesta temporada o atleta ficou mais como opção no banco de reservas do que entre os 11 principais.

O técnico Marcelo Oliveira explicou em algumas ocasiões que Dagoberto é um jogador de grande qualidade técnica, porém, não conta com tanto poder de recomposição. Com o time sempre muito intenso no ataque, o treinador precisa de jogadores que consigam apoiar o setor ofensivo, mas que ajudem os laterais na marcação – algo que pesou para que Marquinhos fosse titular em vários momentos da temporada.

Histórico! Dagoberto conquista 5º Brasileiro com Cruzeiro

Histórico! Dagoberto conquista 5º Brasileiro com Cruzeiro

Apesar de ter sido apenas um coadjuvante, Dagoberto comemorou bastante seu quinto título na carreira e falou que sempre tenta contribuir da melhor maneira. “Eu procuro fazer sempre o melhor, todos estão vendo que você se dedica e isso é premiado. Eu não joguei tanto, mas de alguma forma a gente ajuda, eu procuro ajudar, o grupo é maravilhoso e merece tudo isso”, confirmou.

Com o segundo título consecutivo, com basicamente o mesmo time que conquistou o torneio em 2013, Dagoberto exaltou a força do Cruzeiro. “A gente tem que animar, o grupo é abençoado, independentemente do que a gente fez, o objetivo foi alcançado. Muito bom, Deus é maravilhoso, o torcedor sempre apoia, a gente tem lutado muito, dia a dia, longe da família, passamos por situações difíceis”, finalizou.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password