REGIÃO: Chuva forte e vendaval causam destruição

Em Araçatuba, ventos chegaram a 80 km/h e derrubaram árvores; em Valentim Gentil, torre caiu em telhado 

Um vendaval assustou e trouxe destruição em algumas cidades do noroeste paulista na noite da última sexta-feira (7). As cidades mais afetadas pelos fortes ventos foram Araçatuba, São José do Rio Preto e Monte Aprazível. Na manhã de ontem, era possível ver o rastro de destruição.
O vendaval danificou grande parte dos canteiros de Araçatuba e os ventos chegaram a 80 km/h. Dentre os estragos, a fachada de uma pizzaria ficou destruída e na praça João Pessoa postes e árvores foram arrancados. Em várias ruas, fios de alta tensão ficaram pendurados.
Na Avenida Brasília, a força do vento derrubou uma árvore em cima de uma caminhonete. De acordo com o Corpo de Bombeiros, mais de 30 árvores caíram na cidade e uma delas interrompeu a passagem na Avenida Waldemar Alves. Na mesma avenida, outra árvore foi arrancada e complicou o trânsito.
Na rua Bolívia, várias árvores caíram com a força do vento e o quarteirão ficou interditado, até quem estava a pé teve que desviar. A prefeitura informou que equipes já estão trabalhando para retirar as galhos e liberar o trânsito da ruas. Segundo a CPFL, árvores atingiram a fiação elétrica e rompeu vários cabos de energia deixando mais de mil casas sem luz.

Valentim Gentil
Em Votuporanga, o vendaval derrubou duas árvores em rodovias.
Os bombeiros foram chamados e cortaram os galhos para evitar acidentes. Em Valentim Gentil, uma torre com antenas de comunicação dobrou sobre o telhado do imóvel.
A previsão é de chuva para a tarde e noite de hoje.

Região
Em Monte Aprazível também choveu muito forte desde a noite de sexta-feira. O vento forte derrubou uma árvore em cima do muro de uma casa no cruzamento da rua Tiradentes com a São João. Os bombeiros tiveram que cortar os galhos para tirá-la do local. Alguns bairros ficaram sem energia. Mesmo com a destruição, ninguém se feriu. Também houve registros de quedas de árvores em Olímpia.
Em Rio Preto, a ventania derrubou árvores e causou alagamentos, prejudicando o trânsito e dificultando o acesso a vários pontos. Rajadas de ventos fizeram com que árvores, galhos e outros materiais fossem lançados sobre a rede elétrica, e, segundo a CPFL, causando rompimento de cabos e danos ao sistema e provocando interrupções.
A companhia registou na região 56 ocorrências e 1.200 clientes sem energia. Equipes da CPFL Paulista foram acionadas e estão fazendo os reparos devidos. Diário de Votuporanga

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password