Clube Atlético Votuporanguense recebe três reforços

É de Mogi Guaçu que chegam os três novos reforços do Clube Atlético Votuporanguense. O já conhecido Uélison e os atacantes Andrey e Jairo, vindos do Guaçuano, se apresentaram à comissão técnica da Alvinegra, treinaram fisicamente em dois períodos no dia de ontem e aguardam regularização da documentação para poderem estrear com a camisa do CAV. As outras duas novidades, Rufino e Fabão, ainda são aguardados.

Dos reforços, o mais conhecido da torcida é o meio-campista, lateral-esquerdo e até segundo volante (posições em que já atuou), Uélison. O “Tigre”, como é chamado pelos companheiros, esteve no grupo do ano passado durante toda a campanha e foi autor de gols importantes. Versátil, o jogador tem lembranças boas e ruins de 2011.

“A nossa trajetória, os momentos em que passamos fase por fase e a festa da torcida é uma coisa que eu nunca vou esquecer. Foi o momento mais alegre. A decepção ficou mesmo para a última rodada, quando perdemos o jogo para meu ex-clube, o Guaçuano e fomos eliminados”, lembrou o jogador. Uélison destaca a força da torcida votuporanguense como algo único nos gramados do interior paulista. “A torcida do CAV é maravilhosa. Neste ano, joguei toda a Série A3 e não vi torcida melhor que a daqui em lugar nenhum. É com esta força que vamos lutar para conquistar o acesso”, completou o meia.

Quem também já sentiu a força da torcida de Votuporanga, mas do lado contrário, é o atacante Andrey Felipe Ribeiro Firmino, de 20 anos, o “Andrey”, “prata da casa” do Guaçuano. O jogador esteve em campo contra a Alvinegra no ano passado e sabe da “pedreira” que é jogar no Estádio Plínio Marin.

Habilidoso, joga aberto no ataque. Ele pretende utilizar a experiência conquistada com o acesso do Guaçuano em 2011 para colaborar para que a Votuporanguense tenha o mesmo sucesso nesta Segundona. “A gente quer ajudar o time a ter o acesso, aproveitar o que deu certo e fazer uma bela campanha”, disse Andrey.

Terceiro reforço da lista, Jairo Silva Santos, o centroavante “Jairo”, de 22 anos, é de Campina Grande na Paraíba, formado na base do campeão paraibano de 2012, o Campinense. Jogador de área, ele se define como atleta de explosão muscular, definidor de jogadas e que também sabe fazer a “parede”, para a chegada de atletas que venham de trás. “Eu estava no Guaçuano desde janeiro. Surgiu a conversa com o Magalhães e o pessoal da diretoria de acertar com o CAV e deu tudo certo. Espero trabalhar bem para dar alegrias à torcida”, afirmou Jairo.(Jociano Garofolo – A Cidade)

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password