Rapaz encontrado morto com mulher em resort de Olímpia já foi visto por colega inalando gás, diz polícia

Casal que estava na cidade a trabalho foi encontrado morto em quarto de resort em Olímpia. Polícia achou botijão de gás freon, usado para refrigeração, perto do corpo e apura relação com as mortes; polícia fala em feminicídio.

 

A Polícia Civil investiga a relação do gás encontrado no quarto do resort onde estava o casal Edson Fernandes Lopes, de 24 anos, e a mulher dele, Rubia Alves de Oliveira, de 22, com a morte deles.

Edson e Rubia eram casados e estavam em Olímpia (SP) a trabalho, com outro colega, onde faziam a manutenção de uma pista de patinação no gelo instalada no mesmo empreendimento.

O colega do casal, que prestou depoimento como testemunha, foi quem encontrou as vítimas mortas no quarto. Edson foi achado com o botijão de gás freon, usado em sistemas de refrigeração, ao lado da cama e a mangueira acoplada no equipamento estava próximo a boca dele.

De acordo com a polícia, a testemunha disse que já tinha visto o jovem brincando de inalar o gás encontrado ao lado dos corpos.

“Esse gás era próprio do trabalho dele, ele havia feito um curso específico sobre refrigeração e sabia do risco da inalação do gás. Anteriormente ele já havia até inalado o gás na presença de outras pessoas”, diz o delegado responsável pelo caso, Ricardo Afonso Rodrigues.

Polícia Civil investiga morte de casal encontrado em quarto de resort no interior de SP

Polícia Civil investiga morte de casal encontrado em quarto de resort no interior de SP

 

Segundo o delegado, a polícia investiga o uso do gás. Uma das hipóteses é que o rapaz fez a companheira inalar o produto e depois também ingeriu. Para a polícia, foi um feminicídio seguido de suicídio.

“Eles passaram a noite bebendo, de manhã teve uma pequena discussão do casal. Aparentemente pela posição dos corpos, ele deu o gás para ela cheirar enquanto ela dormia, em seguida, ele pegou a mangueira do botijão de gás e inalou até morrer”, conta o delegado.

Ainda conforme o delegado, somente os exames periciais irão apontar a causa da morte, já que o corpo de Rubia foi encontrado sem sinais de lesões de defesa.

Em nota, o Olímpia Park Resort afirma que lamenta o ocorrido e que está oferecendo apoio aos familiares e acompanhando a apuração do ocorrido.

Pedido de separação

De acordo com o boletim de ocorrência, o casal possui um filho e estaria separado, mas Edson tentava reatar o relacionamento. No entanto, Rúbia não desejava mais a união.

“Tudo indica que eles passavam por uma crise conjugal, ela havia pedido a separação e aparentemente ele não aceitou”, afirma o delegado.

Eles moravam em Guarulhos (SP) e estavam na cidade prestando serviço terceirizado em uma pista de patinação que funcionava no local.

À polícia, a testemunha ainda teria dito que, na manhã de domingo, encontrou Rubia chorando depois de uma discussão do casal e que os dois haviam ingerido bebidas alcoólicas durante a noite anterior.

Fachada do resort onde os corpos do casal foram localizados — Foto: Reprodução/ TV TEM

Fachada do resort onde os corpos do casal foram localizados — Foto: Reprodução/ TV TEM

FONTE: G1

0 Comentários

Deixe um Comentário

17 + quatro =

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password