Rapaz é preso com pornografia infantil em Rio Preto

Um rapaz de 23 anos foi preso na manhã desta quinta-feira, 17, pela Polícia Civil, depois de ser flagrado com imagens de pornografia infantil armazenadas em três computadores guardados em casa, no Jardim Paulista, em Rio Preto. A prisão faz parte da operação nacional “Luz na Infância 2”, coordenada pelo Ministério da Segurança realizada simultaneamente em 24 estados e Distrito Federal.

O delegado Paulo Grecco, do Grupo de Operações Especiais da Polícia Civil (GOE), afirma que a equipe chegou até o endereço do rapaz, depois de investigações apontarem que o suspeito frequentava constantemente sites de armazenamento de imagens de pornografia infantil.

Com base do IP do computador, os investigadores conseguiram descobrir o endereço do rapaz e os policiais entraram na residência, com autorização de um mandado de busca e apreensão. “São mais de 500 mandados de busca e apreensão cumpridos em todo País. Em nossa cidade foi preso um indivíduo envolvido com a pornografia infantil. Constatamos na casa dele o material, deu voz de prisão e ele está sendo autuado na Delegacia de Defesa da Mulher, pelo crime de armazenamento de imagens de sexo com crianças e adolescente. O crime prevê pena de um a quatro anos de prisão”, diz o delegado.

Grecco afirma que o rapaz é solteiro, está desempregado, mas demonstrou ter muito conhecimento em informática. No momento em que foi preso, ele estava em casa, assistindo televisão. Como mora com a família, os parentes foram comunicados o motivo da prisão.

Todos os três computadores do suspeitos vão ser enviados para o Instituto de Criminalística para que sejam analisadas as imagens e verificado se houve compartilhamento, o  que configuraria um crime, que também prevê prisão do suspeito.

Na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) foi concedido ao suspeito o direito de responder ao crime em liberdade, desde que ele pagasse uma fiança no valor de R$ 3 mil.

Também foi cumprido um mandado de busca e apreensão na casa de um servidor público de Guapiaçu, mas na residência dele nada de ilegal foi encontrado.

A Operação Luz na Infância 2 contou com 2,6 mil policiais de 24 Estados e do Distrito Federal. Ao todo, foram expedidos 578 mandados de busca e apreensão de arquivos relacionados com os crimes de exploração sexual de crianças e adolescentes. Algumas pessoas também estão sendo detidas em flagrante por pedofilia e outros crimes.

Esta é a segunda ação nacional de combate a pornografia infantil nos últimos meses. A primeira ocorreu em 20 de outubro quando foram presas 112 pessoas por produzir, armazenar ou compartilhar conteúdos de pedofilia na internet.

As duas operações acontecem após  após seis meses de investigação, com apoio de órgãos policiais dos Estados Unidos.

Diário da Região

0 Comentários

Deixe um Comentário

13 − quatro =

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password