“Radioterapia do HC de Catanduva começa a virar realidade”, comemora Dr. Sinval

Em audiência no MS, médico e deputado federal também

assegura recursos para viabilizar a Braquiterapia do HCC

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, liberou a compra do acelerador linear, dispositivo que será utilizado dentro do Serviço de Radioterapia do futuro Hospital de Câncer de Catanduva. A autorização foi um dos grandes resultados da audiência marcada pelo médico e deputado federal Dr. Sinval Malheiros (PTN-SP), reunindo ministro e diretores da Fundação Padre Albino, instituição com 90 anos de história.

“A Radioterapia do HCC começa a virar realidade”, comemorou o Dr. Sinval Malheiros, ao lado do presidente da Fundação, José Carlos Amarante, do administrador do Hospital Emílio Carlos, Benedito Carlos Rodrigues, e do gerente do Centro de Serviços Compartilhados, Reginaldo Donizete Lopes, que participaram do encontro com Ricardo Barros. “Vejo com bons olhos a instalação de novas unidades, por aproximar o tratamento do paciente”, disse o ministro.

Os diretores da Fundação Padre Albino também solicitaram recursos para Braquiterapia (opção eficaz para muitos tipos de câncer, como os de colo do útero, de próstata, mama e pele). O ministro Ricardo Barros afirmou que esta parceria só pode ser viabilizada por meio de emenda parlamentar. Imediatamente, o médico e deputado Dr. Sinval Malheiros confirmou a destinação de recursos, por meio de nova emenda de sua autoria, de execução obrigatória, dentro do Orçamento de 2017.

Ao final da audiência, Ricardo Barros foi convidado a visitar a Fundação Padre Albino e disse que seu avô é natural de Catanduva (família Bueno Neto). Ricardo Barros também avaliou o projeto de ampliação do Hospital Padre Albino e sugeriu que a solicitação seja enviada à CIB (Comissão Intergestores Bipartite), para levantamento das necessidades de leitos na região.

 

Saiba mais – O acelerador linear asutorizado pelo Ministério da Saúde é um dispositivo utilizado dentro do Serviço de Radioterapia, que tem como função emitir a radiação utilizada em diversos tratamentos. As radiações emitidas por ele são os raios x de alta energia ou elétrons acelerados (partícula beta) e ambos são provenientes do processo de conversão de energia elétrica em energia radiante.

Os raios x são ondas eletromagnéticas que tem um grande poder de penetração em tecidos humanos e por esse motivo são utilizados para tratamentos de câncer profundo; os elétrons são radiações corpusculares, possui um menor poder de penetração com relação aos raios x e é geralmente indicado para tratamentos superficiais.

Existe um ideal de substituir praticamente todos os aparelhos que trabalham com elementos radioativos pelo acelerador linear. Por ser uma fonte que depende de energia elétrica para que a radiação seja emitida, ele torna-se uma fonte mais segura com relação aos elementos radioativos.

Legenda

Audiência do Ministério da Saúde reuniu o médico e deputado Dr. Sinval Malheiros, o ministro Ricardo Barros e a diretoria da Fundação Padre Albino, de Catanduva

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password