Radares fixos começam a multar a partir de hoje

Ipem esteve no município para aferir os aparelhos das ruas Minas e Tabagi, e avenidas do Pozzobon e do Lanchopão

Agora é definitivo, os radares fixos começam a registrar o abuso de velocidade, fotografando aqueles motoristas que ainda não tiraram o pé do acelerador e continuam trafegando em alta velocidade.

Durante o dia de ontem, o Ipem (Instituto de Pesos e Medidas) esteve em Votuporanga, para aferição e regulamentação dos equipamentos fixos. Quatro radares foram verificados e autorizados a funcionar. A partir de hoje, os equipamentos da avenida Emílio Arroyo Hernandes, rua Tibagi, rua Minas Gerais e avenida Antônio Augusto Paes estão preparados e começam a funcionar.

O secretário de Trânsito, Transporte e Segurança, Alberto Casali esteve presente acompanhando a regulamentação dos radares, e disse que mesmo em processo de adaptação, onde os equipamentos ainda não registravam o abuso, o número de ocorrências já apresentou diminuição. “Além de orientar os cidadãos com as campanhas de trânsito e panfletagens, também optamos por utilizar os radares com o objetivo de inibir o abuso de velocidade dos veículos, trazendo assim maior segurança, aos condutores e aos pedestres. Este abuso nunca foi saudável em lugar algum, também ressalto a importância da segurança no trânsito, não só com a velocidade, mas também no uso de cinto e telefones celulares enquanto dirigir”, relatou.

Verificação

O trabalho de aferir e selar o equipamento, comprovando que ele está em perfeitas condições de uso e sob a regulamentação exigida pelo município, com os valores de velocidades permitidos nas vias fica na responsabilidade do IPEM. No primeiro teste, cada faixa é testada com 10 passagens e simultaneamente dois equipamentos verificam se a velocidade, dentro de uma distância é exatamente igual, havendo resultados positivos em todas as passagens. O aparelho é selado e tem a validade de um ano, ou até que alguma regulamentação seja alterada.

Velocidade

O limite de velocidade para as vias do eixo binário e marginais é de 50km/h, demais vias 40km/h, e avenidas a 60km/h, podendo ser excedida em 5 km por hora. Após este excesso, o veículo ou moto é multado e a autuação varia o valor de acordo com o excesso cometido, podendo chegar a mais de R$900.

Investimento

Votuporanga desembolsou cerca de R$7 mil para cada equipamento, contando com o radar móvel, os aparelhos são locados pelo município, por meio de licitação pública. Todo valor gasto foi de recursos próprios da Secretaria de Trânsito, que com a arrecadação das multas provenientes destas e de outras infrações de trânsito, são revertidas em prol da própria cidade, priorizando a segurança do trânsito local. Além disso, Casali ainda relatou que os agentes de trânsito terão todos os uniformes trocados, e um novo carro para a frota. Também será instalado um radar semafórico, que provavelmente ficará na avenida Brasil, monitorando o fluxo, e registrando o excesso de velocidade do motorista que não respeita a faixa de pedestres e os que avançam o sinal vermelho. Da Redação A Cidade

 

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password