Seca: racionamento de água pode ocorrer em 15 dias

Saev Ambiental apela para que população utilize água nas atividades essenciais; autarquia vai multar em casos de desperdício

A estiagem preocupa Votuporanga e todo o Brasil. Lideranças e a Saev Ambiental (Superintendência de Água, Esgoto e Meio Ambiente de Votuporanga) buscam alternativas para evitar o racionamento, que pode ocorrer na cidade nos próximos 15 dias.

Apesar de o município possuir dois poços profundos, que são responsáveis por abastecer 60% dos imóveis, a represa de captação do Córrego do Marinheirinho abaixou cerca de 34 centímetros nos últimos dias, o que está preocupando o superintendente da autarquia, Oscar Guarizo.

“Como é de conhecimento de todos, estamos passando por um período crítico de falta de chuva e muitas cidades já estão com racionamento de água. Em Votuporanga, a situação começa a ficar preocupante e caso não chova nos próximos dias podemos ter problemas no abastecimento de água”, disse Oscar.

Ele recomendou que a população evite lavar calçadas, quintal e carros. Os moradores devem desligar o chuveiro para se ensaboar, fechar a torneira ao escovar os dentes e lavar a louça, reutilizar a água da máquina de lavar roupa para outras atividades, como lavar calçada e quintal, etc. Situações como essas que a autarquia irá multar a partir de amanhã.“Peço a ajuda de vocês. Vamos usar água somente para as atividades essenciais. Evite lavar a calçada, o quintal, o carro. Use a água de maneira consciente”, fez um apelo.

 

Abastecimento

ainda está normal

Até o momento, Oscar Guarizo explicou que toda a água que a Saev produz é consumida pela população normalmente, sem necessidade de racionamento. “O abastecimento no município ainda está normal, mas se não chover nos próximos dias algumas medidas deverão ser tomadas, uma vez que o nível da água da represa de captação vem abaixando diariamente”, destacou. A ETA (Estação de Tratamento de Água) Centro atende 40% da população. Já os poços da Zona Sul (Vila Muniz) abastece 30% e os da Zona Norte (Pozzobon), 30%.

 

Registro de chuva

O Silo Graneleiro da Coacavo, que registra o índice pluviométrico, informa que a última chuva ocorreu no dia 3 deste mês, resultando em 4.6 milímetros. Fora esta data, a chuva mais recente aconteceu em julho, com 51.3 mm. Agosto não teve registro. Em junho foram 2.0 mm; em maio 23.5 mm; e em abril 23.10 mm. Em março foram registrados 245.1 mm; em fevereiro 223.2 mm e em janeiro, 71.5 mm.

 

Na Câmara

O vereador Edilson Pereira Batista, o Edilson do Santa Cruz, é autor de um projeto que quer acabar com as lavagens de veículos nos postos de combustíveis. O objetivo é evitar o desperdício.

 

Andressa Aoki

andressa@acidadevotuporanga.com.br

 

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password