“Racha” termina em violenta colisão no Matarazzo

Um violento acidente de trânsito foi registrado na tarde de ontem (7), no setor policial de Votuporanga. Dois jovens que estavam em uma moto ficaram seriamente feridos após baterem contra um caminhão no bairro Matarazzo.

 

Segundo a polícia, eles estariam participando de um “racha” e após o acidente, o veículo que eles estavam utilizando foi escondido por desconhecidos no interior da favela.

 

Um boletim de ocorrência foi registrado no Plantão Policial como lesão corporal culposa na direção de veículo automotor, dirigir sem habiliatação (ou seja, o condutor da moto não possui Carteina Nacional de Habilitação), além de inovar artificiosamente, em caso de acidente automobilístico. A equipe de reportagem do A Cidade chegou ao local instantes após o acidente.

 

Segundo o registro policial, por volta das 12h, N., de 22 anos, morador do bairro Pozzobon  e G., de 19 anos, residente no Palmeiras I, transitavam com uma motocicleta Honda, de cor preta, com placa não identificada pelas ruas do bairro.

 

No cruzamento das ruas Joaquim Franco Garcia com a Antônio Craveiro Júnior, transitava um caminhão Volvo, ano 1994, de cor branca, que segundo a versão do motorista, acionou o sinal seta para virar à esquerda.

 

Ao fazer a manobra , o motorista do caminhão viu uma moto passar pelo canto esquerdo, mas outra motocicleta, que levava N.C.J. como passageiro e G.H.O.C. como condutor, e seguia logo atrás, não conseguiu desviar e colidiu contra a lateral do caminhão.

 

Com o impacto, ambos os ocupantes sofreram lesões corporais. Unidades do Samu, a viatura de resgate do Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar foram acionados. Porém, antes da chegada das viaturas, populares esconderam a motocicleta utilizadas pelas vítimas no interior da favela. Moradores da região se revoltaram com o motorista do caminhão e o clima ficou tenso.

 

Hostilidade

 

A equipe de reportagem do A Cidade chegou ao local instantes depois do acidente e o que se viu foram moradores nervosos com a situação.

 

Um indivíduo desconhecido chegou a colocar a mão sobre a lente da câmara fotográfica do repórter, numa tentativa de evitar que o local do acidente fosse registrado.

 

Só não houve tumulto maior porque os populares perceberam que o caminhoneiro levava como passageira na cabine do veículo a esposa, grávida de sete meses.

 

A Polícia Militar também teve problemas para elaborar a ocorrência, e a vitura e o caminhão tiveram que se deslocar até o bairro Estação, para o término dos trabalhos.

 

 

G.H.O.C., que conduzia a moto, além de não portar os documentos do veículo, não possui CNH. Ele teria confirmado aos policiais que estava participando de um racha. Dos feridos, o passageiro, N.C.J., foi quem se feriu com mais gravidade. Ele foi socorrido à Santa Casa com fratura exposta no joelho direito, com perda de massa óssea.

 

Jociano Garofolo

garofolo@acidadevotuporanga.com.br


0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password