‘Quero continuar’ , diz Marcelo sobre permanência

Treinador que levou o time à Série A2 e à final da A3 exaltou trabalho de comissão técnica e diretoria diz que vai decidir futuro em 10 dias

Com uma carreira como treinador ainda no início, mas que já acumula uma boa campanha na Copa Paulista de 2014, e finalista da Série A3 de 2015, com direito a acesso à Série A2, Marcelo Henrique Dias tirou um tempo para decidir seu futuro. De férias de 10 dias, vai definir se fica o não no CAV após uma viagem para o nordeste. Apesar disso, diz que seu desejo é seguir no comando da Alvinegra e, segundo suas próprias palavras, “quer continuar o projeto”.

Marcelo Henrique disse ao A Cidade que seu plano é continuar do comando técnico do time de Votuporanga, cidade onde mora com a família. Para isso, deve se reunir com a diretoria e presidência do clube em 10 dias. Ele não comentou sobre outras propostas, mas falou que sua prioridade é a Votuporanguense. “Quero continuar o projeto, que esse ano teve todo o respaldo da diretoria. Minha intenção é dar prosseguimento. Vou definir meu futuro após a viagem”, disse.

O treinador do CAV na A3 de 2015 viaja hoje para Natal, Rio Grande do Norte, para um breve período de férias com a esposa, Flávia. Segundo Marcelo, ele precisa desses dias longe do futebol para pensar no seu futuro, mas também para descansar. “Durante vários jogos do campeonato passei noites sem dormir. Preciso de um tempo para clarear as ideias”.

O técnico de futebol afirma que ainda tenta digerir a dolorida derrota para o Taubaté na final do campeonato, mas exalta as conquistas do time no semestre, principalmente o objetivo principal, o acesso à A2. “O que mais valeu foi o acesso. Começamos o ano com muitos pontos de interrogação. Aos poucos, o grupo foi ganhando a torcida e se tornou muito forte jogando dentro de casa”, avaliou.

Marcelo também exaltou o trabalho de sua comissão técnica, composta pelo auxiliar Eder Delarice, o preparador físico Caio Luz, o de goleiros Fábio Lima, o fisioterapeuta Danilo Lima e outros, fundamentais para uma campanha bem­-sucedida. “Foram fundamentais, uma equipe de apoio direto, deu confiança e base para o trabalho”. Jociano Garofolo/A Cidade

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password