Projeto “Axé Criança” realiza atividades especiais na Semana da Consciência Negra

Projeto da Secretaria da Cultura e Turismo promoveu iniciativas de resgate da cultura afro-brasileira

Com mais de 15 anos de existência em Votuporanga, o projeto “Axé Criança” já atendeu cerca de 1 mil crianças e adolescentes do município, promovendo o resgate da cultura afro-brasileira, por meio do ensino de instrumentos de percussão.

Mantida pela Prefeitura de Votuporanga, por meio da Secretaria da Cultura e Turismo, a iniciativa é coordenada pela educadora Maria Madalena Moreira, a Lena, que é membro do Conselho de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra (CPDN), vinculado à Secretaria de Direitos Humanos.

Neste mês, o projeto promoveu uma série de atividades em alusão ao Dia da Consciência Negra, tradicionalmente celebrado na data de 20 de novembro, em referência ao dia da morte do líder quilombola Zumbi dos Palmares.

O “Axé Criança” iniciou as comemorações da data com um desfile pela rua Amazonas, realizado no último sábado (18/11), como parte da abertura da Semana da Consciência Negra no município, que contou também com atividades como aulão de capoeira e uma apresentação de maculelê dos alunos do CEM “Prof.ª Irma Pansani Marin”, na Concha Acústica “Prof. Geraldo Alves Machado”.

Na terça-feira (21/11), a coordenadora Lena ministrou uma palestra na Faculdade Futura, tratando a respeito das alterações sofridas pelas leis brasileiras, antes e após o período de escravidão. Na ocasião, foi abordado o modo como foram instituídas as leis, por meio da apresentação de seus objetivos, tendo em vista o contexto histórico de cada época.

Já na quarta-feira (22/11), os alunos do “Axé Criança” se apresentaram no campus votuporanguense do Instituto Federal de São Paulo (IFSP), e, na quinta-feira (23/11), na Vila Carvalho, levando ao público um repertório de ritmos de matriz africana.

De acordo com a educadora Lena Moreira, as ações do projeto auxiliam na conscientização da comunidade e têm como principal objetivo “dar visibilidade ao legado das manifestações, tradições e diversidades dos povos negros, destacando sua importância para a formação da identidade cultural brasileira”, finalizou.

0 Comentários

Deixe um Comentário

4 × 4 =

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password