Professor morre após aplicar substância nas coxas acreditando ser anabolizante

De acordo com o boletim de ocorrência, jovem de Araçatuba (SP) foi internado com intoxicação exógena e acidose metabólica grave por envenenamento. Quadro da vítima evoluiu para insuficiência respiratória, insuficiência renal aguda e choque séptico.

Um professor de matemática de 26 anos morreu após aplicar uma substância nas coxas acreditando se tratar de anabolizante. O caso aconteceu na tarde de quarta-feira (1°), em Araçatuba, interior de São Paulo.

Segundo a polícia, o pai de Gustavo Henrique Gonçalves procurou a delegacia para registrar boletim de ocorrência e contou que o filho foi atendido por médicos do pronto-socorro e encaminhado para a Santa Casa de Araçatuba.

O homem não soube informar quem levou o filho para o pronto-socorro no último domingo (1°), tampouco o dia que a vítima chegou à Santa Casa.

Segundo a guia de encaminhamento da Santa Casa, Gustavo teria aplicado ricina intramuscular nas duas coxas acreditando se tratar de anabolizante.

Ricina é uma proteína altamente tóxica extraída da mamona. A substância pode matar uma pessoa apenas com uma pequena quantidade, de acordo com especialistas.

A polícia investiga se o produto usado por Gustavo é realmente a toxina e onde o rapaz adquiriu a substância.

O diagnóstico inicial da vítima foi de intoxicação exógena e acidose metabólica grave por envenenamento. De acordo com o boletim de ocorrência, o quadro do jovem evoluiu para insuficiência respiratória, insuficiência renal aguda e choque séptico.

O corpo do Gustavo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML). A polícia pediu exame necroscópico para juntar à investigação.

G1

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password