Procura por Kombis dispara após anúncio do fim da produção

Após anuncio de que a Kombi deixará de ser produzida no Brasil até o final do ano, a Volkswagen espera uma corrida de consumidores às concessionárias.

Os pedidos dispararam desde que a montadora decretou a morte da Kombi.

E para garantir o último exemplar do veículo cultuado por muitos fãs fiéis há mais de 60 anos, a montadora decidiu fazer uma edição especial.

O preço da ‘Last Edition’, como foi batizada, é bem mais salgado do que se previa inicialmente.

Para ficar com uma das 600 unidades especiais da Kombi é preciso desembolsar 85 mil reais, quase o dobro do valor cobrado pela última edição Standard, que custa 48 mil reais.

A pintura de duas cores, azul e branca, lembra o design das primeiras kombis produzidas. Ela vem com itens especiais, como cortinas em tear azul nas janelas laterais e no vigia traseiro e bancos com forração de vinil, com bordas em azul e faixas centrais em azul e branco.

A Kombi é o veículo mais antigo em produção no Brasil e no mundo. Por aqui, a Kombi foi o primeiro veículo a ser produzido pela Volkswagen no Brasil, em setembro de 1957.

Desde então, foram fabricadas mais de um milhão e meio de unidades.

A perua sai de linha porque não tem estrutura para receber airbag, item de segurança que passa a ser obrigatório em todos os veículos brasileiros a partir de janeiro de 2014, assim como o sistema de freios ABS. Da Redação

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password