Preso em Campinas, Piá vai responder por tentativa de furto qualificado

Preso na noite da última segunda-feira por suspeita de furto a bancos, o ex-jogador Piá foi encaminhado durante a madrugada para a cadeia anexa ao 2º Departamento de Polícia de Campinas, localizado no bairro São Bernardo, e continua detido.

 

Ele e sua mulher, Pablin Jéssica Gomes – 25 anos -, responderão por tentativa de furto qualificado.

Os dois e mais uma mulher, Rosângela Scagliarini, foram presos em flagrante depois da Polícia Militar encontrar lâminas de alumínio, chave de fenda, alicates e fitas adesivas – equipamentos que seriam usados para reter envelopes de dinheiro dos caixas eletrônicos. Todos os envolvidos prestaram depoimentos no 1º Distrito Policial e apenas Scagliarini foi liberada, alegando que estava apenas de carona.

 

Piá confessou o crime aos policiais, mas voltou atrás depois de sua mulher tentar assumir sozinha a autoria. De nada adiantou. Enquanto o ex-jogador está na cadeia anexa ao 2º DP, Pablin Jéssica Gomes foi encaminhada para a cadeia feminina de Paulínia. A pena aplicada para furto qualificado varia de 2 a 8 anos de detenção, além de multa.

 

O flagrante será encaminhado para o 4º Distrito Policial de Campinas, na região do Bairro Jardim Santana, onde ocorreu o delito e será aberto o inquérito policial para apuração dos fatos. Caso Piá e sua mulher continuem presos, o inquérito tem um prazo de 10 dias para terminar. Se os dois conseguirem a liberdade, esse prazo se estende para 30 dias.

 

Essa não é a primeira vez que Piá tem problemas com a Justiça. Em 1999, ele foi indiciado como coautor de um assassinato em Limeira, mas foi absolvido no julgamento. Além disso, o ex-jogador tem ficha na polícia por porte de drogas e armas. Quando defendia o Santa Cruz, em 2005, chegou a ser preso em Santa Bárbara D’Oeste antes do jogo contra o União Barbarense por falta de pagamento de pensão alimentícia do filho.

 

Revelado pela Inter de Limeira, Reginaldo Rivelino Jandoso, conhecido como Piá, passou ainda por Santos, Coritiba, São José (SP), Bragantino, Matonense e Ponte Preta, onde viveu grande fase entre 1999 e 2003. Depois, atuou por clubes como Portuguesa, Corinthians, Corinthians (AL), São Raimundo, União São João, Rio Preto e Independente de Limeira, além de jogar no futebol da Grécia.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password