Presidente da Associação de Ciclistas de Votuporanga incentiva o uso da bicicleta como melhoria na saúde

Questões: ambiental, física e lazer são um dos pontos de vista positivos que faz com que Décio Oliveira Guimarães Neto incentive o uso da bicicleta aos votuporanguenses

Décio Oliveira Guimarães Neto, presidente da Associação de Ciclistas de Votuporanga diz que o ciclismo é como se fosse um vício. Ele pedala há 15 anos e começou a praticar o esporte após desenvolver problemas no joelho. Por indicação de um médico ortopedista, Décio foi obrigado a praticar um esporte regular, sendo assim, ele resolveu usar o ciclismo para melhorar e diminuir os problemas no joelho.

“Eu gosto de bicicleta desde criança. Antes de fazer faculdade eu já pedalava e inclusive, competia. Quando comecei a fazer a faculdade, eu abandonei, mas com a questão das dores no joelho, voltei a praticar”, disse.

No prolongamento da avenida Emílio Arroyo Hernandes é possível encontrar várias pessoas pedalando todos os finais de tarde.

“Eu incentivo o uso da bike, por três questões: uma é a questão ambiental em relação aos veículos e o gás poluído que emitem, só por aí já se pode incentivar o uso da bicicleta. E também tem as questões: física e o lazer. Não tem nada melhor do que pedalar depois de um dia cansativo. O ciclismo ajuda na saúde como um todo, inclusive, na questão respiratória”, afirma Décio.

Trânsito de Votuporanga

Para ele, o trânsito de Votuporanga é uma questão à parte. “Votuporanga é uma cidade pequena, relativamente plana. Falta iniciativa do Poder Público sobre a conscientização do motorista em fazer o uso da bicicleta. A cidade tem condição de adaptar o uso da bicicleta, porém, precisamos de iniciativa”, falou.

O presidente da Associação de Ciclistas disse que como o prolongamento da avenida é novo, o local também conta com asfalto novo, o que facilita o uso da bicicleta. “A iluminação também é muito boa à noite. As pessoas resolvem se deslocar até a avenida por causa da facilidade, e a questão do trânsito, que facilita a prática do ciclismo porque o movimento de veículos é muito pouco pelo local”, disse. Antes, Décio e o grupo de ciclistas pedalavam no Centro de Lazer do Trabalhador, mas como o asfalto no local conta com vários buracos, o pessoal resolveu pedalar no prolongamento da avenida Emílio Arroyo Hernandes.

Segundo Décio, os ciclistas se encontram no local, geralmente, de terça e quinta-feira, nos finais de tarde. No sábado e domingo, o pessoal treina na estrada. O grupo de ciclistas é em torno de  60 pessoas, porém, nos dias de maior movimento, chegam a se reunir cerca de 100 ciclistas.

“Há dias em que passamos pela propriedade do Mastrocola, atravessamos e saímos na vicinal que liga Votuporanga à Álvares Florence. O pessoal se divide em dois grupos: os que gostam de pedalar na terra e os que gostam de pedalar no asfalto”, conclui Décio Neto.

Paola Munhoz/Votunews

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password