Presidente da Câmara busca que pacientes em UTI tenham direito a acompanhante

O presidente da Câmara Municipal de Votuporanga – vereador Mehde Meidão Slaiman Kanso está buscando apoio a um anteprojeto de lei de sua autoria que prevê que os pacientes que estejam em tratamento em UTI (Unidade de Terapia Intensiva) tenham direito a um acompanhante.

Neste sentido, Meidão está elaborando um anteprojeto de lei que será encaminhado ao líder do governo na Assembleia Legislativa de São Paulo – deputado estadual Carlão Pignataripara que ele apresente um projeto sobre o tema para avaliação dos deputados estaduais de São Paulo, “O paciente tendo um familiar ao lado tem mais facilidade de ser curado e ter uma alta mais rápida”, justifica Meidão.

De acordo com o presidente da Câmara, o objetivo é baseado em um projeto apresentado no Distrito Federal pelo deputado Leandro Grass. A proposta permite que acompanhantes possam estar ao lado do paciente nas dependências das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) dos hospitais públicos e privados, procurando um tratamento mais humanizado nas referidas unidades de saúde.

Em alguns estados da Federação essa iniciativa foi testada com enorme eficácia na recuperação dos pacientes que ali estiveram. O próprio Ministério da Saúde, através da Secretaria de Atenção à Saúde, implementou projeto semelhante, com a participação de 39 hospitais nas cinco regiões do País. “A possibilidade de permanência de familiares nas UTIs contribui significativamente para a melhora dos pacientes e permite um tempo menor de internação, contribuindo para a economia e para a racionalização do sistema de saúde”, justificou Meidão.

0 Comentários

Deixe um Comentário

4 × dois =

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password