Prejuízo do SUS é de R$370 mil por mês

O grande desafio é fechar as contas da Santa Casa todo mês, já que o que o Governo Federal manda para o pagamento dos procedimentos via SUS (Sistema Único de Saúde) não é suficiente para manter todo o serviço. O hospital recebe apenas 60% do custo total, por isso, o prejuízo causado é, em média, de R$370 mil por mês.

Para balancear os gastos, a diretoria da Santa Casa busca recursos por meio de campanhas com a ajuda da população e também com as lideranças políticas que representam o município.  Para São Paulo, Valmir Dornelas fez oito viagens e para Brasília foram quatro, em seis meses à frente da provedoria do hospital, tudo sem custo algum para a instituição. Um dos resultados destas audiências foi o recurso de R$1,7 milhão, que foi anunciado pelo governador Geraldo Alckmin em sua última visita a Votuporanga e que já foi creditado na conta no hospital no dia 24 deste mês. 
Do Governo Federal, a Santa Casa conquistou para 2015 R$4,5 milhões, sendo a metade desta verba é por meio do deputado federal João Dado. 
Há uma equipe responsável por sensibilizar os municípios da região que trazem seus moradores para atendimento gratuito na cidade. O objetivo é que eles também ajudem financeiramente.
Para garantir o bom funcionamento do hospital e ainda elaborar estratégias de captação de recursos, a diretoria se reúne toda terça-feira pela manhã.  “Nosso maior desafio é o tempo. Porque um hospital exige muita atenção. Mas a maior satisfação deste serviço gratuito é poder fazer algo pela população. A maior surpresa é ver o comprometimento de toda a equipe de trabalho, que atua com muito carinho. Temos uma diretoria muito forte”, destacou Valmir Dornelas.
Valmir ressaltou ainda o comprometimento político, especialmente dos deputados João Dado, Carlão Pignatari (estadual), o prefeito Junior Marão e a Câmara Municipal, com a Santa Casa de Votuporanga. Mesmo com todas as dificuldades, a instituição conseguiu honrar com o pagamento do salário de dezembro e 13° de todos os funcionários.
A Santa Casa local administra ainda o AME (Ambulatório Médico de Especialidades) de Votuporanga, Jales e Santa Fé do Sul, a Farmácia de Alto Custo, UPA (Unidade de Pronto Atendimento), Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e a OSS (Organização Social de Saúde).

Leidiane Sabino – A Cidade

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password