Prefeitura vai gastar quase R$ 3 milhões com a realização da Expô Fernandópolis

Da Redação

Para quem falava aos quatro cantos na cidade, que a Prefeitura foi deixada em situação precária e que não havia dinheiro para fazer nada este ano, Ana Bim, prefeita de Fernandópolis, conseguiu dar um jeitinho decretou o uso de quase R$ 3 milhões que serão gastos na realização da Expô Fernandópolis 2013. O decreto foi publicado nesta terça-feira, dia 16, na página 4, do jornal Diário Regional, órgão oficial do município contratado para divulgar os atos oficiais da Prefeitura de Fernandópolis.

Com esse decreto, a Prefeitura remaneja recursos de outras pastas e centraliza quase todo o valor na Secretaria de Cultura. Estão previsto gasto de R$ 200 mil com material de consumo, R$ 105 mil com premiações culturais, artística, científica, desportivas e outros. Com serviços de terceiros – pessoa física serão gastos R$ 30 mil e com pessoa jurídica o valor é elevado para R$ 2.250.000,00 que serão utilizados para pagamentos de shows, como havia antecipado pelo RN. Os outros R$ 200 mil serão gastos com construção, reforma e ampliação no parque de Exposições, valor este que será retirado da Secretaria de Obras.

Com este montante a Expô Fernandópolis 2013 no comando do empresário Renato Colombano e na gestão da prefeita Ana Maria Matoso Bim passa a ser o evento mais caro dos últimos 45 anos de festa, batendo todos os recordes de investimento do dinheiro público em apenas 10 dias.

Enquanto isso, falta remédios em postos de saúde, crise no atendimento médico, buracos em vias públicas, praças abandonadas, áreas de lazer destruídas e corte nos salários de funcionários públicos, além de outros problemas de ingerência na administração pública.

A Prefeitura vai gastar quase R$ 3 milhões no evento para ter um lucro de R$ 100, R$ 200 ou R$ 300 mil que possa acontecer. Até um lucro de R$ 1 milhão que seria repassado à Santa Casa não justificaria o investimento de quase R$ 3 milhões.

A festa terceirizada não usaria dinheiro público e a própria Prefeitura poderia repassar o montante total do que será gasto a entidade que pede socorro.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password