Prefeitura realiza 1º Simpósio de Educação Inclusiva de Votuporanga nesta quinta-feira

Evento será aberto aos pais de alunos que participam do AEE (Atendimento Educacional Especializado), professores e educadores

Nesta quinta-feira (14/9), o Centro de Convenções Jornalista “Nelson Camargo” será palco para discussões a respeito da inclusão de alunos especiais na rede municipal de educação. O 1º Simpósio de Educação Inclusiva tem início marcado para às 19 horas e será voltado para professores, educadores, profissionais da Assessoria Pedagógica da Secretaria Municipal da Educação e pais de alunos que participam do AEE (Atendimento Educacional Especializado).

O evento abordará o tema com orientações sobre como incluir essas crianças no ambiente escolar para que elas tenham um desenvolvimento intelectual, social e físico da melhor maneira possível.

O psiquiatra e psicoterapeuta, José Rubens Naime, é um dos profissionais a falar sobre o assunto “Crianças especiais, rotinas e prescrição de medicação”. Também consta na programação, palestra da psicóloga Sabrina Magossi Mainardi com o tema “Educação inclusiva: a importância do limite e a produção de olhares”. O objetivo do Simpósio é abrir espaço para debater as responsabilidades da escola e da família para que ocorra a inclusão de forma efetiva destes alunos.

“Pensar e trabalhar a temática da Educação Inclusiva, atualmente, tornou-se algo fundamental. Precisamos integrar a família em todo o trabalho que desenvolvemos nas escolas para que as crianças desenvolvam suas potencialidades”, afirmou a secretária municipal da Educação de Votuporanga, Encarnação Manzano.

 

Atendimento Educacional Especializado

Desde 2012 a Prefeitura de Votuporanga implantou as salas de Atendimento Educacional Especializado na rede municipal de ensino. Desta forma, alunos com deficiência física ou intelectual, transtornos globais do desenvolvimento (espectro autista) e até mesmo crianças com altas habilidades/superdotação têm o direito a um acompanhamento especializado de acordo com suas necessidades.

Atualmente, a Secretaria Municipal da Educação possui pouco mais de 100 crianças em acompanhamento no contraturno das aulas. Elas estudam no ensino regular com os demais alunos e no horário oposto são acompanhadas por professores especialistas em Educação Especial na sala de AEE. Cada criança tem um planejamento traçado de acordo com sua necessidade de forma individual, explorando suas potencialidades. Esse plano é elaborado em conjunto com o professor de ensino regular, a família e o professor especialista.

Do total de alunos inseridos no AEE, 53 apresentam dificuldades de locomoção, higiene e/ou alimentação. “Além de frequentarem a sala de AEE no contraturno das aulas, estas crianças também contam com auxílio exclusivo de estagiário da área da Educação durante todo o tempo em que elas permanecerem na escola e na sala de aula do ensino regular. Este mesmo auxílio também é oferecido a todas as crianças com espectro autista matriculadas na rede municipal”, explicou a supervisora de ensino, Elizabete Alves de Oliveira Moraes.

A Prefeitura possui sete polos com especialistas em Educação Especial. As unidades estão no CEM Profª Anita Lievana Camargo; CEM Prof. Benedito Israel Duarte; CEM Prof. Faustino Pedroso; CEM Prof. Clary Brandão Bertoncini; CEM Profª Irma Pansani Marin, CEM Profª Maria Martins e Lourenço e CEM Profª Neide Tonanni Marão

Mais informações sobre o Atendimento Educacional Especializado na rede municipal de ensino podem ser obtidas na Secretaria da Educação, pelo telefone 3405-9750.

 

Serviço:

1º Simpósio de Educação Inclusiva

Data: 14 de setembro – quinta-feira

Hora: 19 horas

Local: Centro de Convenções Jornalista Nelson Camargo

Público alvo: professores e educadores da Secretaria Municipal da Educação e pais de alunos matriculados nas escolas municipais inseridos no AEE

0 Comentários

Deixe um Comentário

15 + 3 =

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password