Prefeitura prevê investimentos de R$ 1 mi em monitoramento por câmeras

O Terminal Rodoviário “Leonidas Pereira de Almeida”, o trecho comercial da rua Amazonas e as entradas e as saídas de Votuporanga deverão ser os próximos pontos  estratégicos da cidade a ganharem monitoramento por câmeras de vigilância. O secretário de Trânsito, Transporte e Segurança, Rolando César Castrequini Nogueira, informou as novidades durante entrevista ao O Jornal.

A Concha Acústica foi o primeiro local da cidade a contar com este tipo de monitoramento. As cinco câmeras foram instaladas durante as reformas realizadas no local, reinaugurado em 16 de agosto.

A Central de Monitoramento fica instalada em uma sala da Secretaria de Trânsito e funciona 24 horas por dia, sete dias por semana, em um investimento de R$ 50 mil por parte da Prefeitura de Votuporanga. As imagens são enviadas para a central no sistema “intranet”, através de sinais emitidos entre duas antenas, e ficam arquivadas no sistema durante três meses.  “São câmeras de altíssima definição e apresentam uma visão bem ampla da Concha Acústica”, explica Rolando.

Ainda não foi necessária a utilização de imagens para a observação de crimes como roubos, furtos ou atos de vandalismo. “As pessoas sabem que estão sendo monitoradas pelas câmeras, o que já inibe qualquer situação fora do normal. Dos eventos que foram promovidos na Concha Acústica após na reinauguração não foi observado nenhum ato de vandalismo”, ressalta o secretário.

Antes da instalação das câmeras Rolando visitou cidades como Mogi das Cruzes e São Carlos, que de acordo com ele, registraram grande queda na criminalidade, “chegando até a 85% de diminuição”.

Na próxima etapa de instalação de câmeras em novos pontos de Votuporanga, o objetivo é resguardar as saídas e entradas do município. “Em termos de segurança são locais de grande importância. Em uma perseguição da Polícia Militar através da nossa sala de monitoramento conseguimos ‘fechar’ a cidade”, salienta.

O objetivo é a instalação de mais oito câmeras de monitoramento, do modelo “speed zone”, com cobertura de 360 graus e zoom com busca de 800 metros de distância do ponto em que está instalada. “Uma das câmeras será colocada no semáforo do cruzamento da rua Amazonas com a Alagoas. A previsão é que a imagem alcance até a altura da agência do Banco Santander, a três quarteirões de distância”, conta o secretário. “Quando for realizada a ampliação será preciso investir em mais antenas, câmera e software”, continua.

Rolando avalia que o investimento previsto para o monitoramento de Votuporanga chegue a R$ 1 milhão, o que deve acontecer devagar. “A implantação de mais câmeras será realizada aos poucos”, explica.

Responsável pela central de monitoramento e por consequência pela observação das imagens capturadas pelas cinco câmeras, Cláudio Antonio Polvere, o Grillo, revela que até hoje nunca observou nenhum flagrante curioso. “As pessoas já tem outra postura ao saberem que estão sendo filmadas”, completa.

André Nonato/O Jornal

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password