Prefeitura lança Campanha Leão Amigo da Criança, Adolescente e Idoso edição 2016

Até 30 de dezembro, pessoa física pode destinar 6% do imposto e a jurídica 1%; mais de R$ 1,2 milhão foram entregues para entidades

O prefeito Junior Marão lançou, nesta segunda-feira (31/10), mais uma edição da Campanha Leão Amigo da Criança, Adolescente e Idoso.  Mais de R$ 1,2 milhão já foi destinado para entidades em 15 anos, em benefício da população votuporanguense.

Os contribuintes destinam percentuais do imposto de renda para os Fundos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente, e do Idoso que encaminham às instituições que trabalham com este público.  Até 30 de dezembro, pessoa física pode destinar 6% do imposto e 1% do imposto devido no caso de pessoa jurídica, com declaração feita pelo lucro real.

Marão destacou que Votuporanga é uma das cidades que mais destinam recursos proporcionalmente com a quantidade de contribuintes. “Nosso município é um exemplo positivo de uma campanha de sucesso independentemente da administração. É uma corrida de bastão, o dinheiro arrecadado no final deste ano até abril será entregue no próximo mandato”, disse.

Ele agradeceu a parceria da Receita Federal e Associação dos Contabilistas, que orientam os contribuintes a colaborar. “É importante ressaltar que mesmo empresas de outras cidades podem aderir à iniciativa. Vamos divulgar para grandes empreendedores, que possuem serviços na cidade. A Prefeitura tem grandes fornecedores que podem colaborar”, complementou.

O deputado estadual Carlão Pignatari foi quem implantou o Leão Amigo, quando era prefeito. “O maior apoio na minha época era a Associação dos Contabilistas. Junto com a Receita Federal, vocês fazem o papel de convencimento de doar, porque o projeto é bem realizado no município”, disse.

Já a secretária de Assistência Social, Marli Pignatari, explicou os critérios de seleção das entidades contempladas com os recursos do Leão Amigo. “Os projetos são enviados para os Fundos. Uma equipe de cada conselho responsável analisa a ideia, se está de acordo com o edital. Somente depois desta aprovação, as instituições recebem a verba”, contou.

Neste ano, 19 entidades foram contempladas com recursos arrecadados pelo Leão Amigo no ano passado, totalizando repasse no valor de R$ 348.680,00. Deste montante, R$ 268.680,00 foram destinados para 15 projetos de atendimento a crianças e adolescentes, com ações diversas, entre elas prevenção ao uso de álcool e drogas; medidas socioeducativas; fortalecimento de vínculos familiares e comunitários; meio ambiente; lazer; esportes e cultura.

Já as instituições de atendimento a pessoas idosas tiveram quatro projetos contemplados, totalizando o valor de R$ 80.000,00. Os programas foram voltados para o cuidado, prevendo ainda atividades de lazer e atividades físicas leves como alongamentos e hidroginástica.

O prefeito eleito, João Dado, explicou que as destinações do imposto de renda acontecem mesmo se o contribuinte não aderir à campanha. “Não tem como fugir. Se você não colaborar com a nossa campanha, o dinheiro vai para Brasília. Mas se você doa para a iniciativa nossa, fica em Votuporanga”, afirmou.

O delegado do Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo, Clóvis de Prosdocimi, disse que o Leão Amigo foi crescendo a cada ano. “Entretanto, nosso potencial, segundo a Receita Federal, é de R$ 1 milhão por ano, estamos longe da realidade. Precisamos da união das entidades, empresários, pessoas físicas e jurídicas. Os contribuintes têm medo de aderir por causa da malha fina, mas isso é tabu”, complementou.

Já Carlos Bissi, presidente da Associação dos Contabilistas de Votuporanga e Região, contou que o trabalho de sensibilização com a população acontece durante todo o ano, mas é intensificado no último trimestre, data limite para a destinação de 6%. “Depois de 30 de dezembro, a doação é de 3%”, finalizou.

A presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Iara Rosane da Costa Rufato Oliveira, pediu publicidade das ações. “Os Conselhos estão abertos para vocês verificarem onde está sendo empregado o dinheiro da campanha”, disse.

Já Josiane Banzato, vice-presidente do Conselho Municipal do Idoso, afirmou que, com os recursos, as entidades conseguem desenvolver um atendimento ainda melhor.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password