Prefeitura incentiva hábito da leitura

Município participa da campanha mundial #diadelertododia, com programação variada; Parque da Cultura foi um dos locais escolhidos para praticar o ato

O recém-inaugurado Parque da Cultura foi o lugar escolhido para leitura diária de alunos do Centro de Educação Municipal (CEM) “Professor Geyner Rodrigues”. Cerca de 80 estudantes de 1º ao 5º anos se dividiram em grupos para descobrirem o mundo da literatura, na manhã desta terça-feira (20/9), consagrado como o #diadelertododia, da campanha mundial que acontece nesta data para incentivar a prática.

A diretora da unidade, Vilma Aparecida Marona de Oliveira, explicou que a ideia de participar da iniciativa no Parque da Cultura partiu de uma reunião com professores. “Pensamos em tirar os estudantes da sala de aula e proporcionar um dia diferente. Eles estavam muito ansiosos”, contou.

As crianças estavam por todo o Parque. Sentadas embaixo de árvores, perto de brinquedos, nas proximidades do Centro de Informações Culturais e Turísticas. Todas com uma característica em comum: um livro na mão e muita imaginação.

A professora Cássia Eugênia de Souza reuniu alunos do 2º ano em uma roda.  A atividade proposta foi a leitura individual. “Na escola, no dia a dia, realizamos a leitura para toda a classe. Mas, no Parque, optei pela forma autônoma. Muitos ainda não estão plenamente alfabetizados, mas é muito importante eles decodificarem as sílabas e fazer a leitura como fruição”, disse.

Cássia afirmou que a ideia do Parque da Cultura surgiu para que as crianças relacionem o momento de leitura com prazer. “Eles estão em um local agradável, para lazer e este cenário possibilita que eles possam desvincular a leitura apenas do ambiente escolar”, complementou.

Nathaly Beatriz Lima de Oliveira, de oito anos, adora ler. “A gente aprende coisas, as palavras, as letras. É muito interessante”, contou.

Para o 3º ano, a leitura é mais fluente. Caique Guilherme Alves Moreira, de nove anos, não largou o seu gibi. “Acho mais legal história em quadrinhos, mas leio livro também”, disse.

O município está concentrando a campanha em três espaços: Biblioteca Municipal “Castro Alves” (no Polo da Universidade Aberta do Brasil), Escola Municipal de Artes “João Cornachione” (Oscarito) e no Parque da Cultura. São atividades de contação de histórias, intervenção cênica, apresentação musical e doação de livros. Porém, alunos de todas as escolas também participam da ação.

A secretária da Cultura e Turismo de Votuporanga, Silvia Stipp, afirma que a proposta vem ao encontro do objetivo da pasta. “Temos feito nossa lição de casa, transformando a cidade em um município de leitores. Consagramos o Festival Literário de Votuporanga (FLIV), recebemos diversos programas como Viagem Literária – autores ministram palestras na Biblioteca para incentivar a leitura e notamos um público maior a cada edição”, finalizou.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password