Prefeitura emprega 150 pessoas em programa de auxílio-desemprego

Número refere-se a entradas no projeto Votuporanga em Ação, no segundo semestre do ano passado; inscrições em dezembro chegaram a 425

A Prefeitura de Votuporanga mantém, desde 2001, o programa de auxílio-desemprego Votuporanga em Ação. A iniciativa consiste na geração de empregos, visando à redução das desigualdades sociais. Somente no segundo semestre do ano passado, 151 pessoas deram entrada no projeto.

Os contemplados trabalham em unidades da Prefeitura e recebem bolsa auxílio-desemprego pelo prazo de 180 dias no valor de um salário mínimo, além de uma cesta básica.

A administração municipal possui 140 vagas, mas a demanda é suprida de acordo com a necessidade. “Chamamos maior número de pessoas em julho e dezembro, quando os contratos são finalizados”, contou a coordenadora do programa, Andreia Datorre.

Para fevereiro deste ano, 25 votuporanguenses começam a atuar na Prefeitura. Lívia Pereira Simão Mota, de 31 anos, é uma delas. Depois de um ano sem serviço, ela conseguiu uma vaga no Votuporanga em Ação. “Já estive no programa da Prefeitura de Votuporanga duas vezes. Na primeira, atuei na Ciretran e depois na Secretaria da Educação”, disse.

Agora, ela irá para no Centro Municipal de Educação Infantil (Cemei) “Profª Aracy Panazzolo de Mattos”. “É uma oportunidade muito boa, trabalhar faz toda a diferença na vida do ser humano”, afirmou.

Cléber Martins do Nascimento, de 33 anos, conquistou a vaga de serviços gerais pela primeira vez no Votuporanga em Ação. “Estava sete meses desempregado e minha expectativa é a melhor possível com essa chance. Estou empenhado”, disse o novo colaborador do CEM “Profª Maria Izabel Martins de Oliveira”.

As inscrições são abertas em junho e dezembro. “A demanda está crescente. Em dezembro de 2015, recebemos 425 inscrições, sendo que 52 eram homens. Notamos candidatos com mais formação e muitos jovens em busca do primeiro emprego”, comentou Andreia.

Para a triagem, a Secretaria leva em consideração famílias em vulnerabilidade social, quantidade de filhos, entre outros fatores sociais.

Os requisitos mínimos para participar são: ter entre 22 e 65 anos de idade; estar desempregado por seis meses ou mais; residir no município nos últimos dois anos; não receber outra renda como, por exemplo, benefício, aposentadoria, seguro desemprego, pensão; renda familiar de até meio salário mínimo por pessoa e apenas uma pessoa da família poderá ser beneficiada.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password