Prefeitura alerta para importância de exames da anemia falciforme

Campanha gratuita realizada em alusão ao Dia da Consciência Negra, lembrado em 20 de novembro segue até o próximo dia 13 em todas as unidades de saúde.

É baixo o número de pessoas interessadas que tem procurado as Unidades de Saúde de Votuporanga para serem submetidas ao exame gratuito que detecta e previne a anemia falciforme. Das 50 vagas diárias ofertadas para todo o município, apenas metade é preenchida, ou seja, cerca de 25 interessados procuram pelo exame.  A Secretaria da Saúde faz um alerta para a importância do diagnóstico da doença.

A Campanha realizada em alusão ao Dia da Consciência Negra, lembrado em 20 de novembro segue até o dia 24. A idealização é do Conselho de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra, com apoio da Prefeitura por meio das Secretarias Municipais de Direitos Humanos e da Saúde. A ação conta ainda com parceria dos cursos de Medicina e Biomedicina da Unifev.

A anemia é uma deficiência de ferro no organismo, resultando em uma dificuldade na produção da hemoglobina, os chamados glóbulos vermelhos no sangue, que levam oxigênio para todo o corpo.

Os pacientes dos Consultórios Municipais “Dr. Oswaldo da Cruz Oliveira Júnior”, do bairro Cecap II; “Dr. Jamilo Elias Zeitune”, na Vila Paes; no Paineiras, o “Carmem Martins Maria Morettin”, e no Palmeiras I “Dr. Ruy Pedroso” foram aqueles que menos vêm aderindo à ação. De acordo com Elaine Madrid, enfermeira do Setor de Regulação da Secretaria Municipal da Saúde e integrante do Comitê Organizador da Campanha, as unidades de saúde têm capacidade para o atendimento de 50 pacientes ao dia. “Toda equipe organizadora tem se empenhado em atrair o maior número de pacientes possíveis, a fim de detectar ou prevenir a anemia falciforme. Especialistas alertam para o perigo da doença, já que em alguns casos ela é assintomática, e apenas por meio desses exames específicos, é possível saber se um paciente tem anemia ou não. A participação da população é fundamental nesta campanha que é totalmente gratuita”, esclarece.

Os pacientes pertencentes ao Consultório Municipal “Dr. Joaquim Belarmino Vieira”, em Simonsen, interessados em ser submetidos ao exame devem entrar em contato com a enfermeira da unidade para as orientações necessárias.

Como participar

Neste período de campanha, os cidadãos interessados em saber se possuem a doença poderão se dirigir até os Consultórios Municipais. Um cronograma foi elaborado para cada unidade de saúde, disponibilizando 250 coletas de amostras de sangue. Todo o material coletado será encaminhado aos Laboratórios de Análises Clínicas da Unifev.

As amostras serão processadas como Teste de Falcização. Os pacientes com resultado positivo serão encaminhados para a Unidade de Saúde de origem para consulta médica com solicitação de confirmação do exame pelo método de Eletroforese e, consequentemente, para a especialidade de Hematologia para tratamento e acompanhamento. É importante ressaltar que todo o processo segue rigoroso sigilo de identificação de todos os pacientes.

Ações 

Além da disponibilização dos exames gratuitos para detecção e prevenção a anemia falciforme, a Campanha também contará com palestras sobre o tema para alunos do ensino médio de duas escolas da rede estadual de educação de Votuporanga. Alunos da Unifev irão ministrar palestras nos dias 12 e 19 de novembro na E. E Dr. José Manoel Lobo e E. E. Profª Esmeralda Sanches da Rocha.

Segundo Lena Moreira, secretária do Conselho de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra e uma das idealizadoras da ação, além da Campanha Contra a Anemia Falciforme, “neste mês busca-se pensar questões sobre a população negra e as diversas formas de resistência e enfrentamento ao racismo”.

0 Comentários

Deixe um Comentário

quatro × dois =

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password