Prefeito quer mobilização de todas as secretarias no combate à dengue

Reunião com secretários de Obras, Saúde e Cidade alinhou as ações das pastas envolvidas para melhor eficiência das atividades realizadas para o combate ao Aedes

Uma reunião entre o prefeito de Votuporanga Junior Marão, a secretária de Saúde – Dra. Fabiana Parma, o secretária de Obras – Waldir Petenucci, o secretário da Cidade – Marcelino Poli e demais integrantes dessas pastas discutiram as ações de controle ao Aedes Aegypti em Votuporanga, na última segunda-feira (25), no gabinete civil. O mosquito do Aedes é transmissor de doenças como a dengue, a febre chikungunya e zika vírus.

O foco do encontro é alinhar as ações das secretarias envolvidas para melhor eficiência das atividades realizadas para o combate ao Aedes. Neste ano, o município registrou até o momento, 63 casos positivos de dengue.

A secretária de saúde afirma que encontros como este são fundamentais para maior resolutividade, sobretudo, nesta época do ano, em que os números de casos aumentam consideravelmente. “É fundamental o engajamento de todo o poder público e também da população na luta contra o mosquito. Fazemos um apelo aos moradores, para que facilitem a entrada dos agentes de saúde nas residências e denunciem locais de possíveis focos como casas e terrenos abandonados” – solicita Fabiana.

O prefeito diz que os recursos necessários par o controle do Aedes são prioridade para a Prefeitura de Votuporanga. “Contamos com o apoio da população para que abrace a causa, principalmente, nesta época do ano”.

 

Dentre as ações discutidas estão:

– limpeza dos terrenos baldios;

– notificação dos proprietários de imóveis fechados;

– fiscalização e autuação de pontos estratégicos, isto é, locais com grande número de recipientes que podem servir como criadouro do mosquito;

– pontos irregulares de descartes;

– arrastões, a partir de 30 de janeiro, com o engajamento da Defesa Civil, do Comando do Exército juntamente com a Sucen (Superintendência de Controle de Endemias);

– integração dos agentes comunitários de saúde e dos agentes de endemias nas atividades de mobilização  e combate ao mosquito, inclusive nas ações de bloqueio, isto é, na retirada de criadouros;

– instituição de uma sala de coordenação e controle do Aedes constituída por membro do gabinete do prefeito, Defesa Civil Municipal, Secretarias da Saúde, Assistência Social, educação, Obras, Cidade e Sucen.

 

As ações discutidas neste encontro devem ser realizadas no período de vigência da Situação de Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional (Espin) declarada pelo Ministério da Saúde como enfrentamento à microcefalia em 11 de novembro de 2015 e tem por objetivo intensificar as ações de combate ao mosquito para reduzir o índice de infestação pelo Aedes para menos de 1% em todos os municípios brasileiros.

Para dúvidas ou denúncias de locais que possam conter possíveis focos do Aedes Aegypti, o morador pode ligar no 0800 770 9786. A denúncia poderá ser anônima.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password