Prefeito cede área para pista de aeromodelismo

Um antigo sonho dos aeromodelistas de Votuporanga começou a se tornar realidade. Na última semana, o prefeito Junior Marão anunciou a concessão de uso de parte da área institucional no VI Distrito Industrial para a Associação Votuporanguense de Aeromodelismo (AVA).

A partir deste repasse, o espaço de 19 mil m² será utilizado para abrigar um aeródromo, uma pista nos padrões indicados pela Confederação Brasileira de Aeromodelismo (Cobra) que poderá ser utilizada por praticantes do esporte. Até então, o grupo não tinha um local fixo e adequado para o esporte. A conquista significa ainda que o município estará apto a sediar grandes competições na modalidade. Em cidades da região, eventos chegam a atrair cerca de 4 mil pessoas e pilotos de todo o Brasil.

Na reunião com o prefeito, o presidente da Associação Adriano Manzano de Oliveira e o vice Arivaldo Perineli entregaram um pré-projeto para a construção da pista. Além deles, o vereador Serginho da Farmácia acompanhou o encontro por ser um dos grandes apoiadores nessa busca pelo terreno para a AVA. O superintendente em exercício da Saev Ambiental, Geól. Gustavo Gallo Vilela e o secretário de Desenvolvimento Urbano, Jorge Seba falaram sobre as alterações que serão necessárias no projeto para garantir o pouso e decolagem dos aviões, de modo a não causar danos ao meio ambiente.

“A autarquia, por meio do Departamento de Meio Ambiente se empenhou para buscar a melhor forma de adaptar o projeto de forma que o espaço seja bem aproveitado e esteja de acordo com as regras ambientais”, disse Gustavo Gallo.

Para atender as necessidades dos pilotos, a obra deve contemplar uma pista asfáltica de 230 metros por 12 de largura, que ofereça segurança tanto aos praticantes quanto para empreendimentos ao entorno, além de um hangar e alambrado. Dessa forma, não pode haver proximidades com redes de energia, casas, rodovias e outros obstáculos de solo.

Área de lazer

O prefeito Junior Marão ressaltou que além da estrutura básica do aeródromo, a Prefeitura se empenhará na construção de uma grande área de lazer para a população com quiosques e lanchonetes. “Sabemos que o aeromodelismo desperta muito interesse de pessoas de todas as idades. Já tínhamos o objetivo de construir uma área de lazer naquela região, então vamos unir esta ideia com a prática esportiva. O turismo também será incentivado”, comentou.

O presidente da AVA Adriano Manzano de Oliveira  agradeceu o apoio das autoridades e falou da importância dessa conquista. “Há mais de 20 anos buscamos um lugar adequado para o aeromodelismo em Votuporanga. Temos pistas em várias cidades da região e aqui sofremos para conseguir praticar a atividade. Nos últimos anos, percebemos o apoio maior das lideranças locais com esta causa e agora conseguimos este excelente terreno”, destaca.

A associação foi fundada em abril de 2005 para se profissionalizar e conta, atualmente, com 25 integrantes. “O interessante do Aeromodelismo é ser acessível para todas as idades. Temos filhos e parentes de praticantes que mostram um grande talento no esporte. Acredito que em Votuporanga tenhamos mais de 200 aeromodelistas, mas eles foram se afastando por falta da estrutura. A pista nos ajudará a descobrir praticantes com talento para levar o nome de Votuporanga a grandes campeonatos”, observa o vice-presidente da AVA, Ari Perineli.

Ele lembra as dificuldades enfrentadas pelos competidores locais. “A gente tem que contar com a boa vontade de sitiantes para nos ceder o espaço e, às vezes, precisamos sair e procurar uma nova área e construir toda a pista novamente”.

De hobby a profissão

O aeromodelismo pode ser um hobby, mas também uma profissão. Integrantes da AVA comentam que a medição da rodovia Euclides da Cunha para obras de duplicação foi feita por um aeromodelo. O exército também utiliza o aparelho, assim como organizadores de eventos para coletarem imagens aéreas. A prática pode começar de forma amadora, mas é necessário frequentar aulas com instrutores para obter acarteira da Confederação Brasileira de Aeromodelismo.

Os aviões utilizados têm até 50% dos modelos originais, alguns chegam a 3m50 de envergadura com motor de 200 cilindradas. A energia vem de combustíveis ou da eletricidade. Praticado em quatro modalidades, o aeromodelismo vai de acordo com a opção de cada um: Vôo Livre, Vôo Circular, Vôo Radiocontrolado e Escala.

O aeromodeslimo teve seu primeiro impulso de criação no ano de 1870, pelo francês, Alphonse Penaud, que gostava de matemática e de resolver problemas relacionados a voo. Criou o motor a elástico, com base nos fundamentos teóricos do nascimento da aviação. Atualmente esta prática encontra-se amplamente disseminada e estruturada, aproveitando os recursos oferecidos pelo desenvolvimento tecnológico. No Brasil, a Confederação Brasileira de Aeromodelismo – Cobra, foi fundada em 1959 e congrega os adeptos da prática em todos os cantos do país. Hoje, é possível encontrar aeromodelos que vão de acordo com o bolso de cada consumidor.

 

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password