Prazo vence, mas famílias permanecem em acampamento montado na Ferroviária

A Prefeitura informou que já deu início no processo para pedir reintegração de posse da área via ação judicial

Quarenta e nove famílias do grupo “Nelson Mandela II”, continuam acampadas próximo da Estação Rodoviária de Votuporanga. O prazo dado pela Prefeitura para que saíssem do local venceu na quarta-feira, mas até ontem todos ainda ocupavam a área. O grupo é formado por pessoas da cidade, Fernandópolis, Valentim Gentil e Sebastianópolis do Sul.

Porém, agora, aguarda as medidas do Poder Judiciário. Quanto à utilização da área, a Prefeitura espera os trâmites para conseguir a transferência direta para o município e dar o andamento a projetos habitacionais.

Giudete Maria de Jesus dos Santos Gotardi, conhecida como Dete, é a líder do grupo e contou para a reportagem que todos gostariam de permanecer no local para aproveitar a terra. A intenção é levantar barracos e construir uma horta comunitária para a revenda de hortaliças. “Queríamos ficar por aqui porque não existe ainda nenhuma intenção da Prefeitura mexer”, argumentou.

Segundo ela, o espaço é da União e haveria uma proposta da Prefeitura em comprar a área. “O que ficamos sabendo é que seriam construídas casas”, disse.

O grupo aguarda a liberação de algum espaço de terra há um ano, desde que estava na estrada vicinal Adriano Pedro Assi, a conhecida “estrada do 27”. Karolline Bianconi/A Cidade

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password